in

Pastora é encontrada morta dentro da geladeira de sua casa no interior do RJ

Reprodução: Jornal Extra
Publicidade

Neste sábado (28), na cidade de Miguel Pereira, localizada na região Sul do Rio de Janeiro, foi constatado mais um crime cruel de feminicídio, isto é, praticado contra mulher motivado por violência doméstica ou discriminação de gênero. Desta vez, a vítima foi a pastora e juíza de paz, Ione Angélica dos Santos, de 47 anos, encontrada morta dentro da geladeira de sua casa.

Publicidade

Tudo indica que o crime ocorreu na própria residência da pastora, no bairro Vera Cruz. De acordo com as informações divulgadas pela Polícia Civil, o namorado de Ione, Luan Nilton Martins, de 30 anos, configura como o principal suspeito. Ele foi morto no último dia 25, ao se envolver em um tiroteio contra policiais militares de São Paulo, na cidade de Aparecida de São Manuel.

Publicidade

Luan era ex-presidiário e vivia um romance com a pastora. Segundo a polícia, ele teria cometido o crime e fugido. Quem encontrou o corpo dentro da geladeira foi o irmão da vítima, que viu como incomum a falta de comunicação por parte da irmã no dia do seu aniversário, quando resolveu procurar por ela.

Ao realizar uma pesquisa na Internet, o irmão de Ione teve conhecimento de que seu cunhado tinha se envolvido em um confronto com a polícia e, preocupado, decidiu ir até a casa da vítima. Chegando ao local, ele se deparou com a geladeira ligada, virada para a parede e cercada com arames.

Publicidade

O corpo de Ione foi direcionado para o Instituto Médico Legal (IML) da cidade de Barra do Piraí. De acordo com as informações divulgadas, não foi constatado nenhum sinal de agressão, no entanto, a polícia acredita na hipótese de que a pastora teria sido colocada viva na geladeira.

Publicidade

Leia Também

Polícia vai à sede do reality A Fazenda por causa de assédio; e clima esquenta por lá

Corinthians monitora dois treinadores para 2020; Carille pode sair