in

Homem que ajudou com pneu surpreende a todos e revela quem seria verdadeiro assassino

G1 / Reprodução
Publicidade

A morte da jovem Mariana Bazza, de 19 anos, acabou chocando o Brasil. Ela parou o carro para trocar o pneu, quando um homem foi ajudá-la. Até então, Rodrigo Pereira Alves, de 37 anos, era considerado o assassino da jovem. A polícia, inclusive, chegou a dizer que, em depoimento, o rapaz confessou o crime. No entanto, houve uma reviravolta importante no caso nesta quinta-feira, 26 de setembro, como mostra uma matéria do portal de notícias G1. 

O suspeito, em uma audiência, acabou negando que matou a jovem e colocou-se a chorar. Mesmo após voltar para a cela, Rodrigo não teria parado de dizer que apenas teria confessado o crime, pois teria sido agredido por policiais. Ele tem diversas passagens pela polícia, incluindo por crime de estupro e tentativa de latrocínio, que é o roubo seguido de morte. 

Além disso, a própria jovem chegou a fazer uma foto do homem concertando o pneu do carro. Segundo a polícia, após ajudar a moça e ganhar sua confiança, Rodrigo a levou para uma área abandonada, onde matou a jovem a facadas. O corpo dela estava amarrado e os seus olhos vendados. 

Publicidade
Publicidade
Publicidade

No entanto, conforme disse o delegado Durval Neto, em entrevista ao G1, o homem teria dito agora quem seria o suposto verdadeiro assassino da jovem. 

“A informação que temos é que essa terceira pessoa estaria com o veículo, mas na imagem demonstra que ele teria saído da chácara na condução do veiculo. Como eu disse, não há informações dessa pessoa, não há testemunha. Então, não vamos descartar, mas é pouco provável que exista essa terceira pessoa”, disse o delegado ao comentar a nova versão do acusado.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.