in

Luto no cinema: morre aclamado ator de Star Trek, acometido por rara malformação congênita

Star Trek
Publicidade

Os fãs da série de ficção científica Star Trek: Deep Space Nine estão consternados com uma triste notícia anunciada neste domingo. Morreu o ator Aron Eisenberg, que deu vida para o personagem Nog.

Publicidade

O ator estava com 50 anos de idade. A notícia de seu falecimento veio na manhã deste domingo (22), após uma postagem de sua esposa, Malíssa Longo, nas redes sociais. A morte de Aron se deu no sábado.

Publicidade

As causas não foram divulgadas. Entretanto, é de conhecimento público os problemas com os rins pelos quais o ator lutava. Em 2015, ele declarou que faria um segundo transplante do órgão, que estava previsto para o fim deste ano.

Aron Eisenberg e Nog

Juntamente com Nog, Aron Eisenberg fez participações em mais de 40 episódios ao longo da série. A aparência esquisita do personagem cativou o público, com suas orelhas gigantes, sua cabeça enorme e sua aparência estranha. Ele esteve presente em todas as sete temporadas da produção, de acordo com as informações confirmadas pelo site oficial do Star Trek.

Publicidade

Os problemas de Aron com seus rins são de longa data. Ele nasceu com uma malformação congênita, tendo apenas um rim. Isso fez com que ele precisasse fazer procedimentos de diálise por 14 anos, até que com 17 anos fez o seu primeiro transplante de rim.

Todavia, o órgão acabou sendo rejeitado pelo seu corpo, e precisou ser retirado. Ele continuou com os tratamentos de diálise, e aguardava um segundo transplante do órgão, o qual estava previsto para acontecer no final de 2019. Entretanto, não houve tempo suficiente. Aron Eisenberg deixa uma legião de fãs.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Mel Maia vai casar? Atriz e jogador do Fluminense são flagrados com anel, confira a foto

Polícia coloca Flordelis na cena do crime e o que descobre deixa Brasil sem acreditar