in

Ex-global acusa diretor de assédio e detalhes são para quem tem sangue forte

TV Globo / Google / Divulgação
Publicidade

Trabalhar com televisão nem é sempre fácil. Algumas pessoas não tem boas histórias dos bastidores de ambientes de trabalho de um canal de TV. Delisiée Marinho, ainda era conhecida como Delisiée Teixeira, quando deixou a Globo em 2008. O que muita gente nem imaginava foram as circunstâncias da sua demissão, como mostra uma entrevista publicada pelo UOL neste sábado, 21 de setembro. 

Delisiée Marinho trabalhou na Olimpíada de Atenas, na Grécia, quando diz que foi assediada por um famoso diretor da Globo. Na época, no entanto, a famosa acabou ficando em silêncio. Dessa vez, mais de dez anos após sua demissão, ela decidiu jogar tudo no ventilador.

A profissional diz que saiu do canal por um motivo ruim e que pensou muito se ia ou não falar disso. “Eu saí da Globo porque houve um pedido do Schroeder para saber se eu queria ficar ou sair. Mas eu saí por causa de outro diretor. Ele estava me perseguindo há quatro anos. Eu liguei um dia chorando para o Emanuel Castro dizendo que não conseguia mais pisar na Globo, e ele acabou me dispensando naquele mesmo dia”, completou.

Publicidade

Dependendo do tipo e da forma do assédio, a situação pode até mesmo ser considerada criminosa. Ainda segundo a repórter, o assédio teria envolvido até outras pessoas da emissora. Ela relata, por exemplo, que mulheres não falavam com ela no canal.

Publicidade
Publicidade

Uma produtora, inclusive, teria dito que era porque existia um “burburinho’ na emissora de que ela ficaria com uma pessoa de nome forte. Mesmo assim, ela diz que continuou o seu trabalho, procurando fazer o melhor.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.