in

Caso Alline: Polícia ouve 20 pessoas, mas um detalhe está atrapalhando as investigações

G1 / Montagem: Nado News
Publicidade

A Polícia Civil ouviu o depoimento de aproximadamente 20 pessoas até a última sexta-feira (20), por conta das investigações do assassinato de Aline Silva Dantas. A jovem de apenas 19 anos de idade, moradora da cidade de Alumínio, região metropolitana de Sorocaba (SP), desapareceu ao sair de casa para comprar fraldas para a sua bebê de um ano e meio.

Após quatro dias de incessantes buscas, o corpo da jovem foi localizado em uma área de mata fechada, coberto por pedaços de madeira e parcialmente carbonizado. Novas imagens de câmeras de segurança apontam que a jovem foi seguida antes de desaparecer.

Porém, um detalhe preocupante nesse caso tem gerado dificuldades, segundo Luciane Bachir, delegada da Delegacia de Investigações Gerais de Sorocaba. Além de ter de ouvir as possíveis testemunhas, é preciso filtrar bem as informações que chegam até eles.

Publicidade

Chega muita denúncia falsa, isso nos faz perder tempo”, revela a delegada em entrevista concedida ao portal de notícias G1. Até o momento a Polícia Civil está aguardando por laudos do Instituto de Criminalística e também do Instituto Médico Legal, até agora não foi apresentado qualquer suspeito.

Publicidade

Caso Aline

O caso da jovem tem gerado repercussão em todo o país tamanha a barbaridade em que o crime foi realizado. Além disso, o crime segue ainda sem solução, o que gera um trabalho redobrado da polícia. Acredita-se que Aline tenha tentado se defender por conta das marcas em seu corpo.

Não se sabe como, mas ela tem lesão de defesa. Ela tem mancha no pescoço, mas não se sabe do que, se é uma esganadura, por exemplo. Também tem lesão na mão, a princípio sem perfurações. São lesões características de defesa“, explicou a delegada.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Nado News

Escrito por Nado News

Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 8 anos, trabalho também como redator há cerca de 3 anos, o que fez despertar uma nova paixão. Tanto que, atualmente, sou graduando em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .