in

Casal gay é trancafiado em igreja por fiéis que oravam para eles deixarem de ser gays

Foto/Reprodução: Põe na RODA
Publicidade

Um casal gay acusa uma igreja de Oklahoma, nos Estados Unidos. O local está sendo atacada depois que um homem alegou que foi preso por seus companheiros de congregação enquanto tentavam rezar contra sua homossexualidade. O caso teve repercussão internacional.

Publicidade

Em 8 de setembro, Sean Cormie, 23 anos, levou seu parceiro, Gary Gardner, para um culto na Primeira Assembléia de Deus em Blackwell, por sugestão de sua família. Cormie, que recentemente “saiu do armário”, disse à emissora que havia ido à igreja várias vezes sem nenhum incidente.

Publicidade

“Eu queria ir à igreja para deixar minha mãe orgulhosa e fazê-la feliz”, disse ele.
Aquele dia, no entanto, provou ser diferente. Quando o culto terminou, entre 12 e 15 congregantes teriam circulado Cormie e Gardner quando o pastor da igreja começou a falar contra a homossexualidade.

“É um pecado, é uma abominação, você precisa perceber, acordar e ver isso como um pecado”, lembrou Cormie, dizendo o pastor.
Quando os membros da igreja começaram a orar mais alto, o jovem de 23 anos e seu parceiro supostamente se levantaram para sair, mas Gardner foi arrastado sozinho. Cormie, por outro lado, foi forçado a ficar, disse ele.

Publicidade

“Eles me seguram, me prendem, e eu estou chorando, e o Espírito Santo vem através de mim, e eles continuam falando em línguas, orando por mim”, disse ele a um veículo internacional. “Eu estava apenas chorando ‘Misericórdia, misericórdia'”.
Cormie disse que também levou um soco na cara em determinado momento. Os dois agora processam a igreja por homofobia.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.