in

Datena sofre duro castigo após supostamente desejar morte de Bolsonaro

Área Vip
Publicidade

Um incêndio no Hospital Badim deixou 11 mortos, no Rio de Janeiro. Na Rede Bandeirantes de Televisão, ao transitar de matéria, o apresentador Datena questionou sobre o hospital que o presidente Jair Bolsonaro estaria internado e logo disparou ‘pois é, não pegou fogo’. A frase foi entendida como um desejo de morte ao presidente da República.

Publicidade

O apresentador acabou sofrendo um duro castigo após proferir a frase, pois as redes sociais bombaram com a declaração e houve uma grande queda de popularidade entre os direitistas.

Publicidade

Datena se explica

O apresentador explicou que não queria desejar a morte do presidente e que sua fala foi por conta de relacionar o incêndio no outro hospital da mesma rede. Datena ainda proferiu palavras como ‘mau-caráter’, ‘crápula’, ‘mentiroso’, ‘vagabundo’, dentre outras contra aqueles que divulgaram a notícia de tal maneira.

O apresentador da Bandeirantes, que já expressou intenções de entrar na política, explicou que gosta muito do presidente Bolsonaro, inclusive, já tendo feito elogios ao mesmo em rede nacional.

Publicidade

Eu desejo morte de um tanto pouco de pessoas, jamais desejaria do presidente da República, mesmo porque eu gosto dele. Não concordo com muita coisa que ele fala, que ele faz, concordo com muitas também. Mas eu gosto pra caramba dele”, disse o apresentador que é admirado por Bolsonaristas.

Espanto

A fala de Datena causou espanto nas redes sociais, pois a grande maioria das pessoas associavam a figura do apresentador com uma posição política semelhante a do presidente Jair Messias Bolsonaro.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Nostalgia: relembre 5 melhores vilãs das novelas da Globo

Nova série da Netflix promete muito entretenimento