Doença que matou Roberto Leal é agressiva e, muitas vezes, aparece sorrateiramente

Leia também

As últimas fotos de famosos pouco antes deles morrerem

Relembre alguns dos registros de famosos dias antes deles morrerem; eles surpreendem.

Carlos Bolsonaro posta vídeo de Joice sendo apalpada e ela reage: ‘Queria estar no meu lugar, né baby’

Vereador do usou conta no twitter para publicar vídeos contra Hasselmann ao longo da quinta, mas ela reagiu.

William Waack tenta dar lição sobre racismo ao vivo na CNN, mas sofre terrível revés

A CNN Brasil escalou William Waack para comentar a onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos.

Lembra do Freddie Mercury? Seus últimos dias não foram nada fáceis

Há 29 anos, o mundo ficou perplexo ao perder uma das vozes mais impressionantes nunca antes vista.
Fernando B
As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.
Publicidade

Neste domingo, 15 de setembro, o Brasil perdeu uma grande voz. Apesar de ter nascido em Portugal, Roberto Leal acabou virando uma figura extremamente brasileira. Com sucessos como ‘Arrebita’ e ‘Uma casa Portuguesa’, ele, frequentemente, “Batia o pé” nos programas de televisão do país. 

De acordo com as primeiras informações, Roberto Leal lutava dentre 2018 contra um cancro na pele. Esse é o nome dado para um tipo de câncer que atinge a pele. A doença, no geral, tem taxa de mortalidade baixa, mas é perigosa porque, quando não tratada é agressiva, levando à morte. 

Publicidade
Publicidade

O maior desafio dessa doença é que, muitas vezes, ela aparece e a pessoa não percebe. O site no Ministério da Saúde, do Governo Federal, dá algumas dicas para o contribuinte ter informações sobre como se tratar. 

Publicidade

Primeiro, o leitor precisa estar atento à algumas condições. A principal aqui no Brasil é o sol. Por aqui, o câncer de pele não melanoma é responsável por um terço de todos os casos de cânceres malignos existentes.

Publicidade

Acontece que esse tipo de doença é manifestada pelo excesso de introdução de raios ultravioletas na pele.  Especialmente as pessoas de pele clara, devem tomar mais cuidados. 

Mas como identificar a doença? O câncer de pele ocorre principalmente nas áreas do corpo que são mais expostas ao sol, como rosto, pescoço e orelhas. Se não tratado adequadamente, pode destruir essas estruturas. É preciso ficar atento à pintas e manchas que surgem no corpo, além daquelas que, aparentemente, aumentem de tamanho. Em caso de dúvida, procure um médico.