in

Doença que matou Roberto Leal é agressiva e, muitas vezes, aparece sorrateiramente

O Globo / Saúde GOV

Neste domingo, 15 de setembro, o Brasil perdeu uma grande voz. Apesar de ter nascido em Portugal, Roberto Leal acabou virando uma figura extremamente brasileira. Com sucessos como ‘Arrebita’ e ‘Uma casa Portuguesa’, ele, frequentemente, “Batia o pé” nos programas de televisão do país. 

De acordo com as primeiras informações, Roberto Leal lutava dentre 2018 contra um cancro na pele. Esse é o nome dado para um tipo de câncer que atinge a pele. A doença, no geral, tem taxa de mortalidade baixa, mas é perigosa porque, quando não tratada é agressiva, levando à morte. 

Publicidade

O maior desafio dessa doença é que, muitas vezes, ela aparece e a pessoa não percebe. O site no Ministério da Saúde, do Governo Federal, dá algumas dicas para o contribuinte ter informações sobre como se tratar. 

Primeiro, o leitor precisa estar atento à algumas condições. A principal aqui no Brasil é o sol. Por aqui, o câncer de pele não melanoma é responsável por um terço de todos os casos de cânceres malignos existentes.

Publicidade

Acontece que esse tipo de doença é manifestada pelo excesso de introdução de raios ultravioletas na pele.  Especialmente as pessoas de pele clara, devem tomar mais cuidados. 

Mas como identificar a doença? O câncer de pele ocorre principalmente nas áreas do corpo que são mais expostas ao sol, como rosto, pescoço e orelhas. Se não tratado adequadamente, pode destruir essas estruturas. É preciso ficar atento à pintas e manchas que surgem no corpo, além daquelas que, aparentemente, aumentem de tamanho. Em caso de dúvida, procure um médico. 

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Fabiana vai matar Joana? A ex-noviça flagrará a suposta filha de Maria da Paz com Rock

Câncer pode conter a chave da imortalidade