Cientistas descobrem que cadáveres humanos estão se movimentando e revelam tudo

Leia também

As últimas fotos de famosos pouco antes deles morrerem

Relembre alguns dos registros de famosos dias antes deles morrerem; eles surpreendem.

Carlos Bolsonaro posta vídeo de Joice sendo apalpada e ela reage: ‘Queria estar no meu lugar, né baby’

Vereador do usou conta no twitter para publicar vídeos contra Hasselmann ao longo da quinta, mas ela reagiu.

William Waack tenta dar lição sobre racismo ao vivo na CNN, mas sofre terrível revés

A CNN Brasil escalou William Waack para comentar a onda de protestos contra o racismo nos Estados Unidos.

Lembra do Freddie Mercury? Seus últimos dias não foram nada fáceis

Há 29 anos, o mundo ficou perplexo ao perder uma das vozes mais impressionantes nunca antes vista.
Russel
Sempre ligado a tudo que acontece no Brasil e no mundo, estou sempre trazendo as últimas notícias sobre o mundo dos famosos, reality shows, filmes, músicas, novelas e programas de televisão de um modo geral. Aqui você ficará sempre muito bem informado. Se quiser entrar em contato, fique à vontade: russelmy@yahoo.com.br
Publicidade

Cientistas descobriram que corpos humanos continuam se movimentando depois de mortos. E isto acontece por cerca de um ano após o falecimento. O grupo de pesquisadores envolvidos ficou em uma ‘fazenda de cadáveres’, em Sydney.

O local na verdade é um laboratório de tafonomia, que é a área da ciência responsável pelos estudos que investigam o corpo humano após a morte.

Publicidade
Publicidade

Na AFTER – Instalação Australiana para Pesquisas Tafonômicas Experimentais, foi realizada uma investigação usando várias câmeras que ficaram capturando imagens dos cadáveres enterrados no local por 17 meses.

Publicidade

Neste terreno, os corpos ficam isolados e são observados 24 horas por dia. Antes desta pesquisa, acreditava-se que nenhum corpo pudesse se movimentar após a morte, mas Alyson Wilson, pesquisadora envolvida neste projeto, contou que um braço estava abaixo do corpo e depois ficou ao seu lado.

Publicidade

A cientista acredita que esta pesquisa ajudará nas investigações de crimes, onde a vítima terá a oportunidade de ‘contar sua versão dos fatos’. O vice-diretor da AFTER, Maiken Ueland, revelou que os cadáveres podem ser mumificados e continuar se movimentando por cerca de 3 anos. Com estas descobertas, muitas investigações poderão seguir o caminho certo.

Outro projeto que está sendo desenvolvido nesta instalação é em relação às diferentes fases de decomposição de corpos e, com isso, os cães farejadores poderão receber um treino mais preciso.

Futuramente os cientistas poderão descobrir até onde um cadáver pode se movimentar e se isto acontece com todos ou só alguns.