Especialista afirma que alterações nas unhas podem indicar problemas graves de saúde

Leia também

4 doenças que afetam a saúde da mulher e que jamais devem ser ignoradas

Mesmo na quarentena, é extremamente importante ter atenção com a saúde e não esquecer os exames preventivos.

Andressa Suita fala sobre grande susto ao desccobrir gravidez: “Fiquei 4 dias muda”

Andressa Suita e o sertanejo Gusttavo Lima são pais de duas lindas crianças, Samuel e Gabriel.

Atriz Fernanda de Freitas se defende após ser acusada de roubar farmácia: ‘Não sou bandido’

Famosa usou as redes sociais para relatar o caso e pediu por justiça após constrangimento.

Bebê nasce com duas bocas e precisa ser submetido a cirurgia bastante delicada

O problema foi detectado durante os exames pré-natais e felizmente tudo deu certo.
Publicidade

A maioria das mulheres é muito vaidosa e se preocupa bastante com a aparência. Manter os cabelos bonitos e as unhas impecáveis são de grande importância. Atualmente, o mercado oferece uma grande variedade de produtos, que auxiliam nos cuidados com o corpo. As unhas podem ser feitas de várias maneiras, seguindo diferentes padrões e cores.

Contudo, diferente do que a maior parte das pessoas pensam, as unhas têm uma função muito importante no corpo. Elas protegem as pontas dos dedos e também indicam quando alguma coisa não está funcionando corretamente no organismo. Por isso, é importante prestar atenção aos sinais que as unhas dão, pois elas podem sinalizar doenças sérias.

Publicidade
Publicidade

“Mudanças na coloração, formato e textura das unhas podem ser sinal de que você não está se alimentando como deveria ou que você está sofrendo de doenças mais sérias”, alerta a especialista Paola Pomerantzeff, completando que as unhas precisam estar sempre fortes, transparentes e lisas.

Publicidade

Unhas quebradiças e com manchas brancas são algumas alterações comuns que costumam ocorrer. Elas podem indicar alguma alergia proveniente de esmalte, sabonete, detergente ou ser sinal de alguma carência nutricional. Também podem significar a falta de alguns nutrientes como ácido fólico, ferro, vitamina B12 ou até mesmo indicar algum tipo de alteração na tireoide.

Publicidade

Segundo a dermatologista, problemas mais sérios também acabam interferindo na aparência das unhas. Entre eles, problemas cardíacos ou que afetam de alguma maneira a circulação sanguínea. Doenças como bronquite e asma podem deixar as unhas com tons arroxeados e também com um formato mais largo e curvado para baixo.

No caso de doenças pulmonares e artrite reumatoide, as unhas têm uma tendência a ter um tom amarelado, ficando com aparência mais grossa, além de crescer com dificuldade. Já unhas com aquelas estrias bancas podem ser indício de alguma patologia renal, explicou a dermatologista.

Por isso, é importante ficar atento às mudanças que ocorrem nas unhas. Qualquer dúvida, o melhor é procurar a ajuda de um profissional. Somente o médico é capaz de dar um diagnóstico correto e indicar o tratamento para cada tipo de situação.