in

Morte de jovem que marcou encontro pela internet tem reviravolta e professor é preso

Arquivo pessoal Alessandra / Polícia Civil.
Publicidade

O caso da morte da jovem Alessandra de Freitas Horth, de 24 anos, teve uma reviravolta com a prisão de um suspeito do crime. Alessandra desapareceu no dia 29 de agosto, após encontro com desconhecido pela internet.

O corpo foi encontrado no dia seguinte, em uma rua do bairro Corte Oito, em Duque de Caxias, na Baixada Fluminense. Os policiais militares que encontraram o corpo acionaram a Delegacia de Homicídios.

De acordo com a perícia, Alessandra foi vítima de espancamento. O corpo foi encaminhado ao Instituto Médico Legal, mas só foi reconhecido na segunda-feira (2). Um funcionário do IML viu postagens da família de Alessandra nas redes sociais e entrou em contato, dizendo que o corpo da jovem estava no local.

Publicidade

O enterro foi realizado na quarta (4). Os detalhes do crime são fortes. Alessandra sofreu traumatismo craniano, teve costelas quebradas e apresentava marcas de abuso, hemorragia interna e perfuração no fígado e no pulmão.

Publicidade

Depois de dias de investigação, a polícia chegou ao nome de Edilson de Souza Vicente. Ele está sendo apontado como autor da morte da jovem de 24 anos. Ele é professor e foi preso pelos policiais da Delegacia de Homicídios, após mandado de prisão ser emitido pela Justiça.

Alessandra teria marcado um encontro com Edilson em um motel da rodovia Washington Luis. Ela teria decidido ir embora, foi impedida pelo suspeito e começou a ser espancada. Sem condições de reagir, Alessandra foi morta de maneira cruel e o corpo foi abandonado dentro de um saco plástico, na rua.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br