in

Jorge Jesus fala sobre suposta saída do Flamengo por medo do crime no Rio de Janeiro

Marcelo Baltar
Publicidade

Na Gávea, o clima é de festa. Com a recente classificação para as semifinais da Libertadores, e a liderança do Campeonato Brasileiro, a torcida rubro-negra segue confiante no trabalho de Jorge Jesus no comando do Flamengo, que vem mostrando excelentes resultados nestes três primeiros meses.

Todavia, uma informação vinda diretamente de Portugal deixou muitos torcedores com a pulga atrás da orelha. De acordo com o jornalista português Rui Santos, comentarista do canal de televisão SIC Notícias, o Mister teria sinalizado o interesse de sair do Flamengo, por conta do temor da violência e criminalidade vividos no Rio de Janeiro.

Publicidade

Após a informação tornar-se pública, Jorge Jesus preferiu ficar em silêncio, não comentando a respeito das declarações. Entretanto, o treinador resolveu abrir o jogo, fazendo revelações a respeito de sua saída do Flamengo. Ele concedeu uma entrevista para o programa Esporte Espetacular da Rede Globo, e deixou claro que este não será um fator decisivo para a sua saída do rubro-negro.

O treinador falou sobre os conselhos que recebe a respeito da Cidade Maravilhosa: “Mas é o que se fala: “Mister, não ande com relógio, não ande com colar (…) aquilo que se fala lá fora é o fim do mundo”, revelou.

Publicidade

Mas quanto a saída do Flamengo por medo da violência, deixou bem claro: “Se um dia eu tiver que sair do Flamengo, nunca será por causa disso. Nunca!“, dando alívio para a torcida. O Flamengo encara o Avaí às 17h deste sábado no Estádio Mané Garrincha, no Distrito Federal, pela 18ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Publicidade
Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Acidente entre ônibus e carro deixa morto e feridos: imagens fortes

Filho mata pai a facadas e marteladas; declaração e detalhes são para quem tem estômago forte