in

Najila vai de acusadora à acusada e pode amargar seus dias atrás das grades

Foto/Reprodução: SBT
Publicidade

Um dos casos que chamou a atenção da imprensa nesse ano foi a acusação da modelo Najila Trindade contra o jogador de futebol Neymar. A polícia concluiu que a acusação não tinha provas suficientes, decidindo arquivar o processo. O mesmo, no entanto, pode não acontecer com Najila. É o que mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias R7, em uma matéria publicada nesta segunda-feira, 2 de setembro. 

A Polícia Civil de São Paulo concluiu o inquérito que investigava a modelo. A investigação apura a suspeita de falsa comunicação de crime e tentativa de extorsão por parte de Najila. O que foi concluído será revelado apenas nesta terça-feria, 3 de setembro, em uma coletiva de imprensa. 

A polícia pode tomar duas decisões. Uma é a de arquivar o inquérito, como aconteceu com a acusação contra Neymar. No entanto, arquivamentos de inquérito, no geral, não levam à coletivas oficiais da Polícia Civil. Por isso, acredita-se que a modelo possa ser acusada formalmente. 

Publicidade

Mesmo se isso acontecer, o caso ainda é levado ao Ministério Público, que pode rejeitar ou acatar a decisão da Polícia Civil. Se acatar o processo, ele segue para a justiça. 

Publicidade

Nesse caso, a modelo pode até ser presa. O crime de comunicação falsa de crime ou de contravenção está previsto no artigo 340 do Código Penal Brasileiro. Para ele, as penas costumam ser de até seis meses de detenção. No geral, esse tipo de crime não gera prisão. A pena costuma ser substituída por prestação de serviços. Já o crime de extorsão é bem mais sério. Ele pode gerar penas de quatro a dez anos de prisão. 

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Fernando B

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.