in

Conheça o emocionante projeto que realiza o sonho de casais todos os anos

Bruno Fernando Fotografia
Publicidade

No último sábado, dia 24 de agosto, o parque Cimba, que é ponto turístico da cidade de Araguaína, foi palco de um projeto que visa realizar o sonho da troca de alianças entre casais, que não podem arcar com os custos de um casamento. Neste ano, 15 casais participaram da cerimônia comunitária.

Publicidade

O projeto, que existe desde 2016, é idealizado pela técnica de enfermagem, Késsia Gomes Ferreira Correia e pelo seu marido, o professor, Renato dos Santos Correia. Segundo ela, muitos dos casais que se inscrevem para participar, já estão juntos há muito tempo, alguns além de filhos, já possuem até netos, mas nunca tiveram a chance de oficializar a união com o casamento.

Publicidade

Para a realização dos casamentos comunitários, a técnica trata de mobilizar outros profissionais que são importantes, como fotógrafos, decoradores, maquiadores, assim como outros da área de beleza e produção. Alguns chegam a doar o serviço ao projeto, e aqueles que não conseguem, fazem um preço de custo compatível com o valor que pode ser arcado.

Além dos profissionais, Kessia também procura conseguir lugares que não sejam caros, como foi o caso do parque Cimba, que por si só já proporciona um aspecto visual muito bonito, e possui um bom custo benefício. “O parque é muito bonito, mas também fica mais fácil. Os custos são menores e as roupas que os noivos usam são mais simples”, relata Kessia. Não só as roupas masculinas, mas as noivas também costumam usar peças emprestadas, e ainda ganharem um dia inteiro de beleza antes do tão sonhado momento.

Publicidade

Na primeira edição, participaram 12 casais, que realizam o sonho na quadra de uma escola da cidade; na segunda, em 2017, uma igreja evangélica foi o altar de 13 apaixonados; e no ano passado, alianças de 21 casais foram trocadas no ginásio do bairro São João. 

Publicidade

Leia Também