in

Luto na música: cantor morre após não receber atendimento médico adequado

Divulgação Pinterest
Publicidade

O mundo da música está de luto após a morte do cantor Fernando Colina, reconhecido por interpretar vários ritmos no início dos anos 90.

Publicidade

O cantor, originário da Venezuela, sofria de peritonite e morreu após não receber atendimento médico adequado em um hospital na cidade de Villa del Rosario, na Colômbia, que faz fronteira com a Venezuela.

Publicidade

De acordo com a esposa do cantor, o marido não recebeu atendimento médico oportuno e de qualidade, devido a um problema de xenofobia.
Vocês são venezuelanos. Aqui o colombiano é uma coisa e o venezuelano é outro”, disse a direção do hospital, segundo a esposa do cantor Haydée Polanco. 

A esposa do músico explicou que a direção do Hospital Villa del Rosario transferiu o cantor para a sede da Cruz Vermelha, e, quando foi levado para o centro clínico, não recebeu tratado pelo fato dele ser venezuelano.

Publicidade

Eles têm que esperar. Vocês são venezuelanos, aqui o colombiano é uma coisa e o venezuelano é outro. Você tem que ter um cartão para poder ser atendido aqui”, disse a esposa do cantor, em diálogo com vários meios de comunicação.

A esposa do vocalista disse que antes da recusa do tratamento, eles decidiram voltar para casa, onde o cantor morreu. Durante sua carreira artística, Colina não só se destacou interpretando Snail Soupe e canções como San Martín, como também esteve na banda Panama nos anos 80.

A esposa do falecido cantor mencionou que eles haviam decidido deixar a Venezuela há um mês para se estabelecer na Colômbia, onde planejavam realizar vários projetos.

Ele tinha um projeto de fazer sua orquestra aqui. Observe, a negligência não o deixou. Aqui temos um mês, e em uma semana meu marido faleceu”, disse Polanco, acrescentando que o corpo de seu marido será enviado para a Venezuela, onde será realizado o funeral.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Francisco Nunes

Barbeiro profissional, e nas horas vagas escrevo para o site 1News.