in

Estude menos, aprenda mais: a preparação para o Exame da OAB pode ser menos sofrida

Foto: André Vilas Boas
Anúncios

Estudar menos, aprender mais e não esquecer do que já estudou na hora da Prova da OAB. Quem não quer isso? Isso é o que promete a metodologia do “Tô na Ordem!”, consultoria especializada em preparação para o Exame da Ordem dos Advogados do Brasil.

Idealizada por André Vilas Boas, a consultoria surgiu depois do seu criador ser aprovado em 5 concursos públicos.

Anúncios

André atualmente é Defensor Público Estadual há quase 10 anos. Atuando em Porto Velho, capital do estado, ele mesmo nos contou como teve a ideia do “Tô na Ordem!”: “Depois de me formar em direito, passei a provas de concursos públicos. E reprovei em vários. Até descobrir onde estava errando, gastei muito tempo, dinheiro e lágrimas.”

O criador do método conta as reprovações que teve até desenvolver o método de estudos que adaptou para a prova da OAB. Segundo ele, frequentar um curso preparatório era o sonho de consumo do recém-formado. Mas só isso já não bastava. O grau de dificuldade e exigência das provas aumentava a cada dia e o simples estudo tradicional (ir à aula, assistir as explicações do professor e complementar os estudos na biblioteca). 

Anúncios

Era preciso aliar o estudo tradicional a estratégias de preparação: “Um dos maiores erros que eu cometia era tentar estudar tudo de todas as matérias. Era tentar ‘fechar’ o edital.” 

Anúncios

Segundo André, nessa tentativa de estudar tudo ele não focava no que era importante e não tinha direcionamento. Tentava ler um livro de “capa a capa” e acabava perdendo muito tempo. Como não conseguia render nos estudos, ele nos conta que conviveu um dos maiores inimigos dos concurseiros: a ansiedade e a frustração.

“Ansiedade por não conseguir estudar a quantidade que achava que devia. E a frustração por acumular reprovações.”

Mas o ponto de virada veio exatamente depois de uma reprovação.

Depois de mais uma reprovação em um concurso, com muita raiva, tive a ideia de olhar novamente a prova que tinha feito. De descobrir os motivos dos meus erros. Tinha decidido que nunca mais ia sentir aquilo novamente. E foi ai que eu descobri o óbvio: eu não estudava o que caia nas provas. Só estudava o que eu gostava. E perdia muito tempo assistindo aula de matérias que já sabia e não avançava para aquilo que realmente caia nas provas. 

Depois dessa “correção de rota”, André passou a colecionar aprovações e foi aprovado em 5 concursos públicos: procurador de autarquia, agente penitenciário federal, técnico do TRE-MG, analista do TJMG e defensor público. Ele já tinha sido aprovado no Exame da Ordem dos Advogados do Brasil quando ainda estava na faculdade e foi aprovado no processo seletivo do mestrado em direito da UFRO em primeiro lugar.

Quando já exercia o cargo de Defensor Público ele passou a dar aulas em uma faculdade. E sempre era abordado pelos alunos que queriam saber como estudar para provas e concursos. 

“É impressionante notar que os estudantes não dedicam muito tempo “aprendendo a aprender’. A reprovação de um aluno mexe muito com ele. Afeta a sua vida pessoal e profissional. E ele passa a escutar e se esquivar da pergunta: e aí, já passou?”

Segundo André, um dos motivos dos altos índices de reprovação na prova da OAB (que beira os 80%) é que falta preparo emocional e pedagógico para os candidatos.

Foi depois de perceber esse panorama que ele decidiu por em prática o plano que já tinha elaborado há algum tempo. 

O Tô na Ordem! é uma consultoria especializada na preparação de alunos para o Exame da OAB. Ele ensina os alunos como estudar através do seu método: o CP90.

O CP90 é o método de estudos baseado no “ciclo perfeito”, que ensina o aluno a como resolver as questões, analisar os seus erros, produzir resumos e revisar o conteúdo. Esse ciclo é a chave da sua aprovação. Para identificar o que os alunos devem estudar, eu analisei mais de 2.000 questões dos Exames da OAB passados. Isso permitiu identificar quais temas são mais cobrados e quais artigos da lei que os alunos não podem deixar de ler.

Além da preparação voltada para o direito, André afirma que o programa também blinda o lado emocional do candidato. Ele emprega métodos e técnicas para aumentar a concentração, diminuir a ansiedade e estudar com mais leveza.

Segundo André, os resultados dos alunos que já utilizam o Tô na Ordem! foi fantástico, superando e muito a média nacional de aprovação.

O curso já está disponível e pode ser encontrado clicando aqui.

Anúncios

Leia Também

Escrito por Eliana Maldonado

Bastante ativa nas redes sociais, escrevo conteúdo sobre os mais diversos assuntos para a plataforma i7 Network.

Saiba como descobrir o sexo do bebê antes do ultrassom

Noiva defeca sem querer durante casamento e o que acontece com vestido de 57 mil assusta