Saiba como descobrir o sexo do bebê antes do ultrassom

Leia também

Tome esta bebida milagrosa todas as noites e perca peso como nunca

A bebida é feita apenas à base de ingredientes simples e naturais, o que faz bem à saúde.

Perito analisa linguagem corporal de Felipe Prior após ele negar abuso e não deixa pedra sobre pedra

Vitor Santos, especialista em linguagem corporal, fez parecer sobre vídeo em que Prior nega abuso.

Greve dos caminhoneiros nesta terça (7)? Categoria revela toda verdade em meio à pandemia

A notícia sobre uma suposta paralisação dos caminhoneiros vem circulando em grupos de WhatsApp.

Aparição de Cristiano Araújo, 5 anos após morte, deixa fãs eufóricos

O vídeo ao vivo aconteceu hoje e acabou emocionando muitos fãs nas redes sociais.
Diogo Marcondes
Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.
Publicidade

O momento em que a mulher descobre que está grávida é sempre muito feliz para o casal. A partir daí, surge a grande dúvida: qual o sexo do bebê que está sendo gerado?

Diante dessa pergunta, alguns pais aguardam o ultrassom para descobrir o sexo do bebê. Outros decidem descobrir o sexo do bebê apenas no dia do nascimento ou nos agora populares “chás revelação”, realizado também após o ultrassom.

Publicidade

Há também os pais mais apressados que querem saber o sexo do bebê antes do ultrassom e recorrem a simpatias populares que garantem acertar se o bebê que está na barriga da mãe é menino ou menina.

Como por exemplo aquela que analisa o formato da barriga da mãe. Se for mais pontuda, é menino. Se for mais arredondada, é menina. Ou se enjoos são comuns pela manhã, é menina. Se não são, o bebê esperado é menino.

Publicidade

Agora, um novo procedimento está fazendo com que os pais mais apressados saibam o sexo do bebê já na oitava semana. Trata-se da sexagem fetal, que pode ser realizada a partir da oitava semana de gestação e cujo acerto é na casa dos 99%.

O ultrassom, procedimento mais comum para descobrir o sexo do bebê, só é realizado a partir da 11ª semana de gestação. A precisão deste exame tão popular é na casa dos 72%. Há casos, por exemplo, em que o feto está com as mãos à frente do órgão e não dá para saber se é menino ou menina.

A sexagem fetal é realizada em clínicas especializadas. Por meio de fragmentos de DNA, é possível detectar a presença ou ausência da região SRY. Se o marcador genético não estiver presente, o sexo do bebê é masculino. Se estiver, é feminino.