in

Jair Bolsonaro volta a sofrer humilhação pela Rede Globo, dessa vez em horário nobre

Reprodução: Rede Globo
Publicidade

Desde que Jair Bolsonaro foi empossado presidente da República, a relação entre o corpo governamental em Brasília e a Rede Globo, emissora de Roberto Marinho, não tem sido das melhores. Frequentemente, os cariocas têm usado o quadro Isso a Globo não Mostra, exibido no Fantástico, para zombar da imagem do político. Além disso, em grande parte dos programas humorísticos da casa, a perseguição se mantém da mesma forma.

Neste domingo (4), o Fantástico ironizou o fato de Jair Bolsonaro ter supostamente adotado a técnica de dar as costas aos jornalistas, quando questionado sobre algum assunto polêmico, ou que ele teoricamente não saberia responder.

Como de costume na programação esportiva da emissora, os jogadores que fazem três gols em partidas de futebol têm o direito de pedir uma música no Fantástico. Da mesma forma, o programa selecionou três momentos em que Jair Bolsonaro teria fugido dos jornalistas, afirmando que ele teria o mesmo direito, por ter “marcado três gols”, em tom de ironia.

Publicidade

Tadeu Schmidt, que estava na apresentação do quadro, introduziu afirmando: “Em Brasília, quem faz três gols pede música! Pode pedir artilheiro“. Logo após, dirigindo-se diretamente ao presidente da República, ele afirmou que a Rede Globo não tem culpa da brincadeira, pois era ele mesmo quem teria criado a situação.

Publicidade
Publicidade

Em uma das cenas, é exibido o momento em que Jair Bolsonaro se despede dos jornalistas, após ser questionado a respeito do ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro. Ele também vem sendo constantemente alvo de citações na programação jornalística do canal.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.