in

Luto na política: morrem três políticos no mesmo dia

Arte Diogo Marcondes
Publicidade

A política brasileira está de luto. Neste sábado (27), morreram três políticos conhecidos nas regiões onde atuavam. Asma, infarto e insuficiência respiratória e renal decorrentes de diabetes foram as causas das mortes.

Em Campinas, interior de São Paulo, morreu Antonio Rafful Kanawaty, aos 76 anos. A Câmara dos vereadores da cidade, onde Antonio atuou como vereador entre 1989 e 2000, informou que ele estava internado havia uma semana no Hospital Vera Cruz.

Neste sábado, o óbito foi confirmado devido à complicações causadas pela diabetes. O ex-vereador da cidade do interior de São Paulo teve insufiência renal e respiratório e não resistiu. O sepultamento está marcado para este domingo, no Cemitério Flamboyant, às 11h.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Também ex-vereador, José Crispiniano Coelho morreu na cidade de Petrolina, no Sertão de Pernambuco. Ele tinha 71 anos e morreu devido à complicações de uma asma. Dedé da Simpatia, como era conhecido, passou mal, foi levado ao hospital pela esposa, mas a morte acabou sendo confirmada.

Ele foi vereador da cidade entre 1992 e 2012, em cinco mandatos consecutivos. O enterro no Cemitério da Cachoeirinha aconteceu neste sábado.

A terceira morte foi a do prefeito de Venda Nova do Imigrante, no Espírito Santo, Braz Delpupo (DEM). Ele tinha 70 anos e sofreu um infarto. O prefeito viajava para Alegre e passou mal enquanto dirigia. O político chegou a ser socorrido, mas não resistiu aos ferimentos e morreu.

Braz Delpupo estava em seu quarto mandato consecutivo como prefeito da cidade. Ainda não foram divulgadas informações sobe velório e sepultamento do corpo do político.

Publicidade
Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network. Aqui escrevo sobre política, futebol, TV & famosos e qualquer outro assunto que esteja repercutindo no Brasil e no mundo.
Entre em contato comigo pelo @DiogoMarcondes no Twitter!