in

Bruna Surfistinha responde Bolsonaro: ‘Deveria cuidar da moral da própria família’

Extra / Veja / Fernando
Publicidade

Nesta sexta-feira, 19 de julho, o presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, comemorou os seus 200 dias de governo. Como marco dessa data, ele anunciou a saída do braço que comanda a Agência Nacional do Cinema, a Ancine, da antiga pasta. Agora o órgão que cuida do cinema brasileiro será dirigido pelo Ministério da Casa Civil, diretamente de Brasília e não mais do Rio de Janeiro.

Além da mudança histórica, Bolsonaro disse que o governo não vai mais patrocinar o que considera filmes que, segundo ele, seriam ruins para a família brasileira. Entre esses filmes, o líder do PSL cita o polêmico Bruna Surfistinha, protagonizado pela atriz Deborah Secco. 

A atriz vive no longa Raquel Pacheco, mais conhecida como a ex-prostituta Bruna Surfistinha. Logo após as declarações do presidente, Raquel deu uma rápida entrevista ao jornal carioca Extra, onde falou de moral e até rebateu o político.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Sobre mais uma infeliz declaração do Bolsonaro, eu digo que ele, antes de fazer juízo de valor sobre os outros, ele deveria cuidar da moral da própria família, e ainda do nosso país. Afinal, ele está cuidando demais do que não precisa e fazendo pouco do dever dele principal, que é ser presidente“, disse ela.

Antes, a protagonista da obra, Deborah Secco, já havia falado sobre as palavras do presidente. Secco achou “muito triste” a opinião do político. Recentemente, ela confessou que teve prejuízo com o longa, já que bancou parte das gravações, mas que foi o melhor investimento da carreira. Esse é o papel mais conhecido vivido pela atriz da Globo.

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.