in

Deborah Secco critica presidente Jair Bolsonaro e defende Bruna Surfistinha

DDivulgação: Marcos Correa/ PR
Publicidade

Deborah Secco, atriz da Rede Globo, manifestou profunda indignação com uma afirmação proferida pelo presidente da República, Jair Bolsonaro (PSL). Comemorando os 200 dias de seu mandato presidencial, em um evento que marcou a transferência do Conselho Superior do Cinema do ministério da Cidadania para a Casa Civil, ele deu uma declaração que gerou descontentamento em parte da classe artística brasileira.

Publicidade

Segundo Jair Bolsonaro, é inadmissível que o poder público injete dinheiro do contribuinte em produções, como o filme Bruna Surfistinha. O longa foi protagonizado por Deborah Secco, que deu vida para Raquel Pacheco, em uma história baseada em fatos reais que narra toda a trajetória da ex-garota de programa, que decide se arriscar no mundo da prostituição.

Publicidade

Deborah Secco afirmou que ficou triste e chocada com a declaração de Jair Bolsonaro. De acordo com a atriz, o papel da arte é tratar sobre todos os temas, a fim de que a sociedade possa obter conhecimento suficiente para o debate sobre os vários aspectos da realidade do país.

Além disso, ela afirmou ter se orgulhado bastante em protagonizar o longa. Ela defendeu o debate aberto sobre a prostituição. Afirmando ainda o papel engrandecedor de ter participado da produção do filme, uma vez que ele serviu para expandir os seus horizontes sobre um tema tão delicado como este.

Publicidade

Por meio de sua assessoria de imprensa, a atriz mostrou revolta diante da fala do presidente, afirmando que a situação de prostituição é enfrentada por milhares de mulheres no Brasil, e que somente pelas produções artísticas é possível demonstrar o sofrimento enfrentando por elas.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

O fim do mundo será amanhã? Veja a previsão de Chico Xavier e o que poderá acontecer

Causa que levou Henrique Fogaça a cadeira de rodas é concluída por fãs: ‘Deve ser tombo de moto’