in

Em entrevista, terrorista dá detalhes do plano para matar Bolsonaro e família: ‘tiro na cabeça’

Veja / R7
Publicidade

O presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, além de sua família, estão ameaçados. A revelação foi feita em uma ampla entrevista divulgada pela Revista Veja nesta sexta-feira, 19 de julho.  A revista entrevistou um dos líderes da Sociedade Secreta Silvestre (SSS), que se apresenta como braço brasileiro do Individualistas que Tendem ao Selvagem (ITS).

O líder é identificado como Anhangá e deu a entrevista na chamada deep web, que é uma parte da internet que dificilmente alguém consegue rastrear. O terrorista usa o nome de Anhangá na entrevista e dá detalhes sobre o plano de matar o presidente da república.

O grupo que ameaça Bolsonaro já é investigado no mundo inteiro por ataques a outros políticos. Uma das principais reivindicações dos terroristas é o chamado “ecoextremismo”. Ou seja, eles matam ou atacam terceiros com a justificativa de estarem defendendo o meio ambiente. O grupo discorda veementemente das propostas de Bolsonaro para essa área.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

O caso faz lembrar Adélio Bispo, que chegou a prometer um “tiro na cabeça” de Bolsonaro,  quando mais tarde atacou o presidente com uma faca. O grupo terrorista, por sua vez, reivindica alguns ataques em Brasília. Um deles atingiu uma igreja, como pode ser visto na foto acima .

O terrorista deixa claro que quer matar Bolsonaro, mas confessa que está esperando o “momento certo”. “Bem, ser um alvo ele é, só é bastante difícil às vezes de elaborar algo para alcançá-lo. Como ele é um estúpido populista às vezes falha com sua segurança e sai aqui em Brasília aleatoriamente sem uma proteção adequado”, explicou ele na entrevista. 

O grupo diz ainda que chegou a planejar um atentado contra Bolsonaro em sua posse, mas que não vingou a iniciativa. Em outro momento, a Veja questiona se o plano para tirar a vida do presidente e de sua família persiste mesmo após a entidade terrorista perceber as dificuldades de se lidar com a segurança do presidente. 

”Se a oportunidade bate em nossa porta Bolsonaro acabará como Luis Donaldo Colosio”, diz o terrorista citando um famoso político mexicano que também foi assassinado. 

Publicidade
Publicidade
FERNANDO B

Escrito por FERNANDO B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.