in

Já usou o FaceApp? Saiba que os russos estariam colhendo seus dados para motivo perturbador

FaceApp
Publicidade

Você provavelmente já ouviu falar do FaceApp, ou pelo menos viu alguma foto de um amigo ou famoso com rugas no rosto e aparência de velhice. O aplicativo viralizou nos últimos dias, contando com milhões de downloads tanto na Apple Store quanto na Google Play.

Entretanto, todo o sucesso do simples aplicativo capaz de mudar a aparência do usuário, despertou preocupação entre os especialistas da área de segurança digital. Os desenvolvedores são russos, tratando-se da empresa Wireless Lab.

De acordo com os especialistas, o FaceApp esconde uma postura perturbadora: dados e informações dos usuários estariam sendo colhidos a partir do seu uso, dando para os russos uma gigantesca base de dados, tudo à custa de filtros e outras funcionalidades divertidas. E o pior, com a plena autorização.

Publicidade

Isso porque, em suas políticas de privacidade, consta que o usuário permite ao desenvolvedor, no caso a Wireless Lab, colher as suas informações, enquanto utiliza o recurso. O mais perturbador de tudo: as fotos registradas no aparelho são captadas, e outros dados privados, tais como histórico de navegação, colhidos. Tudo isso para ficar à disposição da Wireless Lab um diagnóstico completo do usuário.

Publicidade

Além disso, é permitido para a empresa, ao baixar o aplicativo, compartilhar os dados dos usuários com outras empresas, inclusive fora da Rússia, como nos Estados Unidos. Sabe-se lá o que é feito com todo o acervo de fotos e dados privativos dos usuários, mas como na maioria dos casos, o mais provável é que seja um mecanismo para otimizar o direcionamento de produtos para os consumidores.

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.