in

Delegado abre o jogo e revela o que mulher que agrediu Padre Marcelo disse em depoimento

Reprodução / G1
Publicidade

Um dos assuntos mais comentados neste domingo (14) foi a agressão sofrida pelo Padre Marcelo Rossi. Ele realizava missa de encerramento de um acampamento organizado pela TV Canção Nova quando foi agredido por uma mulher e jogado de cima do palco.

Publicidade

O atentado foi transmitido ao vivo pela emissora e o vídeo com a cena viralizou nas redes sociais. Padre Marcelo tomou um susto, ficou com um pouco de dor, mas não se feriu gravemente.

Publicidade

A mulher foi detida pela Polícia Militar e encaminhada a uma delegacia da cidade de Lorena, interior de São Paulo. O evento acontecia em Cachoeira Paulista.

O delegado responsável pelo caso, Daniel Castro, falou com a imprensa. Ele abriu o jogo sobre o depoimento prestado pela agressora, que tem 40 anos, não teve a identidade revelada e sofreria de transtornos psiquiátricos.

Publicidade

Castro afirmou que a mulher deu declarações desencontradas. Ela disse em depoimento que queria conversar com o padre, mas que teria visto seguranças correndo atrás delas e se desesperou.

Nas imagens, porém, não há seguranças atrás da mulher. Logo depois de empurrar o padre, é possível ver que ela esboça um sorriso. A agressora vai permanecer em liberdade. Padre Marcelo não registrou queixa contra ela.

A mulher viajou do Rio de Janeiro para Cachoeira Paulista junto com um filho de três anos. Eles estavam em uma caravana. Uma das organizadoras da excursão também prestou depoimento na delegacia. O Conselho Tutelar foi acionado e uma conselheira passou a noite com a criança em uma pousada da cidade, longe da mãe.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Kit Armagedom? Membros das Testemunhas de Jeová estariam vendendo material para sobreviver ao fim do mundo

Na hora do casamento, noiva lê mensagens de traição e desmascara noivo na frente de todos