in

Marcão do Povo pode ir parar na cadeia por chamar cantora Ludmilla de ‘pobre e macaca’

Ludmilla e Marcão do Povo (Divulgação/Correio da Amazônia)

Marcão do Povo, apresentador do telejornal Primeiro Impacto transmitido no SBT, está sendo investigado pelo Ministério Público por conta de supostas ofensas raciais proferidas contra a cantora Ludmilla.

Embora esteja atualmente na emissora de Silvio Santos, as acusações são do ano de 2017, quando ele ainda trabalhava na Record TV. Naquela oportunidade, ele era o apresentador do programa policial Balanço Geral DF.

Publicidade

Ao fazer algumas ofensas contra a cantora, Marcão do Povo acabou perdendo a linha, chamando-a de pobre e macaca. Isso rendeu para o apresentador uma repercussão muito negativa, tanto nas redes sociais, quanto nos bastidores da emissora. Com isso, os dirigentes do canal de Edir Macedo optaram pela sua demissão.

Pouco tempo depois, a emissora de Silvio Santos fez a contratação de Marcão do Povo, mesmo diante de toda a repercussão negativa do apresentador após as polêmicas declarações.

Publicidade

Em depoimento, o jornalista admitiu que de fato fez o uso dessas expressões. Todavia, em sua defesa ele alega que não houve a intenção de ofender Ludmilla. Já a direção da Record, por sua vez, optou por não comentar sobre o assunto. A emissora alega que mantém sigilo e neutralidade diante das ações judiciais que envolvem seus funcionários ou ex-funcionários.

As acusações contra Marcão do Povo são muito graves. De acordo com o Código Penal brasileiro, injúrias raciais podem ser punidas com a reclusão do indivíduo de 1 a 3 anos, além da possibilidade de ser exigido o pagamento de uma multa.
O SBT também não se pronunciou sobre o assunto.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.

Ticiane Pinheiro compartilha 1ª foto da filha Manuella e emociona com linda mensagem

Mãe afirma que sua bebê sofreu intoxicação por água e decide fazer alerta; entenda