in

Relembre 10 brinquedos que fizeram muito sucesso entre as décadas de 80 e 90

Publicidade

Alguns brinquedos marcaram infâncias e até hoje são símbolo de uma boa nostalgia. Muitos dos brinquedos que fizeram a alegria de crianças e adolescentes da década de 80 e 90, podem não fazer muito sentido para os jovens de hoje, já que não tinham a tecnologia de ponta dos produtos atuais.

Dos clássicos videogames aos jogos de tabuleiro que eram presenteados diariamente aos participantes de gincanas em programas de TV. As boas lembranças são inevitáveis com esses brinquedos.

Veja alguns dos muitos brinquedos que fizeram sucesso em um passado não muito distante e que hoje, são disputados por colecionadores que estão dispostos a investir muito dinheiro para ter um pedacinho de sua infância em uma estante.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Aquaplay

Esse brinquedo se popularizou bastante entre as crianças dos anos 90. Isso porque seu preço era bem acessível, sendo facilmente encontrado nas antigas lojinhas de R$1,99, além de ser muito divertido. Em uma tela com um aquário falso, o brinquedo era preenchido com água. Quando os botões eram pressionados, o ar das bolhas empurrava argolas soltas para que se prendessem nos peixes ou nas varetas existentes na tela.

Atari 2600

Talvez você se pergunte: “mas esse jogo é da década de 70, o que está fazendo na lista”? Simples: o jogo foi lançado no final da década de 70, e consistia em ter acesso a jogos através de cartuchos de jogos de videogame, mas ele só começou a ter um preço mais acessível e se popularizar entre as crianças na época na década de 80. Até hoje esse jogo é uma relíquia muito procurada por colecionadores.

Bate-bate

Esse brinquedo é bem simples, mas nem tão fácil de se brincar sem levar uma bolada no rosto, braços ou dedos. O brinquedo tinha duas bolas duras presas em cada ponta de um cordão de náilon e consistia em bater uma bola contra a outra rapidamente, gerando um barulho. O valor desse brinquedo também era bem acessível e muita gente conseguia comprar por apenas R$1 em barracas de camelôs ou docerias.

Boneca Susi

Embora quase ninguém se lembre dessa boneca, a Susi foi uma alternativa barata a gringa Barbie. O brinquedo era muito parecido com a boneca Barbie, mas por ser produzida no Brasil acabava custando bem menos. A boneca ainda é comercializada pela Estrela, mas não na mesma proporção de décadas atrás.

Boneco Baby

A Família Dinossauros foi um grande sucesso aqui no Brasil e bonecos dos personagens logo viraram febre entre crianças dos anos 90, mas nenhum personagem foi tão aclamado quanto o Baby, o menor dinossauro da série. Os bonecos não faziam nada, eram apenas réplicas do Baby e algumas versões mais caras tinham como apertar sua barriga para que uma gravação com a voz do personagem dizendo: “não é a mamãe”, fosse executada.

Cai-não-cai

Esse jogo fez tanto sucesso na década de 90 que era um dos brinquedos queridinhos dos programas infantis, sendo dado para crianças que venciam as gincanas. A diversão consistia apenas em colocar um monte de palitos coloridos em buraquinhos abaixo de um pequeno recipiente com bolinhas. Os jogadores iam retirando palito por palito sem deixar que nenhuma das bolinhas passasse pelo espaço deixado pelos palitos.

Game Boy

Game portátil que possuía vários jogos clássicos, bastando apenas trocar o cartucho para ter novas opções de jogos, que nem eram tão diferentes umas das outras. O game de mão era uma sensação entre os jovens das décadas de 80 e 90.

Jogo da Vida

Esse jogo de tabuleiro era tão popular que se tornou um dos principais prêmios de programas infantis, sobretudo do Bom Dia e Cia. Não era raro ver crianças dizendo que queriam ganhar um Playstation e acabar ganhando o jogo de tabuleiro. Uma curiosidade é que o Jogo da Vida era sempre dado para meninas em gincanas, enquanto o Banco Imobiliário, que tinha quase a mesma lógica, era dado aos meninos.

Lego

Até hoje existem muitas crianças de até 4 anos brincando com lego, mas nas décadas de 80 e 90 as pecinhas para montar o que quiser eram uma sensação tão grande que adolescentes e adultos acabavam brincando junto.

Lú Patinadora

A boneca tinha um par de patins e saia patinando pela casa, algo que não durava muito, já que as pilhas acabavam rápido. A cabeça da boneca era um pouco pesada, sendo comum que ela caísse durante a patinação, mas não deixava de ser uma boa diversão com uma tecnologia inovadora para a época.

Publicidade
Publicidade
Guti M

Escrito por Guti M

Redator de entretenimento e curiosidades