in

Ex-chefe visita Schumacher e revela drama: ‘continua lutando’

MRNews

Ao lado de Ayrton Senna, o alemão Michael Schumacher é tido como um dos maiores pilotos da Fórmula 1 de todos os tempos. Diferente de Senna, Schumacher não teve sua carreira interrompida e conseguiu ser sete vezes campeão mundial, o brasileiro só chegou aos três títulos.

Mas não tão diferente de Senna, o alemão também sofreu um grave acidente. Schumacher foi praticar um dos esportes que mais gostava durante as férias. Durante um esqui em dezembro de 2013, o alemão desequilibrou e sofreu o acidente que mudaria sua vida.

Publicidade

O ex-piloto ficou em coma durante seis meses, após isso acordou e apresentou um estado vegetativo, porém sem ter suas melhorias reveladas pela família. Segundo pessoas próximas, o desejo do alemão é que se mantenha tudo em sigilo.

O presidente da Federação Internacional de Automobilismo, Jean Todt, respondeu à rádio francesa RMC Sport sobre como está, hoje, o estado do heptacampeão mundial de Fórmula 1.

Publicidade

“A saúde dele é algo muito privada. O Michael está muito bem cuidado, mora com sua família em uma casa entre Genebra e Lausanne (Suíça). Ele continua lutando. Essa é a única coisa que posso dizer hoje”, disse o ex-chefe e amigo próximo do ex-piloto.

Os fãs de Schumacher sempre ficam na expectativa de novas notícias. Vale frisar que o heptacampeão mundial completou 50 anos no começo deste ano, quando muitas pessoas relembraram o grande atleta.

Hoje em dia, o alemão é referência na Fórmula 1 e o maior piloto que já passou pela Ferrari, que desde então batalha para voltar ao topo do esporte.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.

Cocada na panela de pressão: aprenda essa delícia que fica pronta em apenas 3 minutos

Famoso músico que morreu recentemente lutava há 2 anos contra a depressão