in

Polícia Federal revela quem pagou defesa de Adélio Bispo e nome deixa todos perplexos

Fotomontagem: Veja / Fernando
Publicidade

No ano passado, um fato mudou certamente toda a campanha eleitoral. O então candidato do PSL ao cargo mais alto do governo, Jair Bolsonaro, foi alvo de um atentado. Ele foi atacado por Adélio Bispo, que deu uma facada em Bolsonaro. Desde então, Jair Bolsonaro, como mostra uma reportagem do jornal carioca O Globo, não se conformo com o fato de que a justiça declarou Adélio com incapaz de responder pelos próprios atos. 

Publicidade

Na época, Bolsonaro chegou a dizer que o fato de Adélio ser colocado como ‘inimputável” seria uma espécie de estratégia para evitar que ele fosse preso. Na prática, no entanto, Bispo continuará detido, mas em um manicômio judiciário. Não há um prazo mínimo para ele estar no local, mas o máximo pode chegar até a 20 anos. 

Publicidade

Neste domingo, 23 de junho, uma novidade no caso estarreceu muitos seguidores de Bolsonaro. De acordo com uma reportagem do jornalista Lauro Jardim, enfim foi descoberto quem mandou pagar o advogado do esfaqueador do presidente, Zanone Júnior. 

Até então, Bolsonaro usava uma teoria de que alguém da esquerda estaria a realizar esse pagamento. No entanto, o que a Polícia Federal descobriu pode deixar o político descontente, já que a informação causa, sim, um pouco de perplexidade em sua ala. 

Publicidade

Quem teria pago o advogado de Adélio bispo foi o próprio advogado. Exatamente, Zanone Júnior, que chegou a dizer que um religioso o pagou para cuidar do caso, teria sido pego na mentira com a investigação da Polícia Federal. A apuração apurou que, na verdade, ele só queria aparecer diante do caso, ganhando holofotes para o seu trabalho. 

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.