in

Caso Najila ganha capítulo assustador e envolve até surpreendente ligação com Goleiro Bruno

Veja / Record / Fernando
Publicidade
Publicidade

Nessa semana, o caso Najila Trindade ganhou um novo capítulo. É o que mostra uma matéria publicada pelo portal de notícias UOL nesta sexta-feira, 21 de junho. O militar reformado da Marinha, João Carlos Augusto de Melo Moreira,. entrou na justiça e solicitou um habeas corpus preventivo para a modelo. O que ninguém poderia imaginar é que esse mesmo militar tem uma surpreendente ligação com outro caso, o do goleiro Bruno. 

O pedido do militar acabou sendo negado pela justiça. O principal objetivo dele era evitar que Najila fosse presa. A modelo, no entanto, não teria contratado o militar. Isso torna a situação no mínimo curiosa e porque não assustadora. Atitude parecida teria tomado João Carlos Augusto com o goleiro Bruno.

Publicidade

Para quem não lembra, Bruno ainda cumpre pena por participação no sequestro e assassinato de sua ex-amante, Eliza Samudio.  Na petição envolvendo a modelo que acusa o jogador Neymar, o capitão-de-fragata reformado requereu medidas protetivas a favor de Najila que, segundo ele, estaria sendo vítima de perseguição após fazer a denúncia.

Segundo o desembargador que deu como negativo o habeas corpus, essa medida deveria partir da própria modelo, que até o momento não é acusada oficialmente de nada. 

Publicidade

O caso Najila, no entanto, ainda deve ganhar novos capítulos. Isso porque a modelo disse anteriormente ter provas contra Neymar, mas pelo menos parte dessas supostas provas simplesmente desapareceram. Caso nada seja provado, Najila, segundo nossa legislação, pode responder por falsa comunicação de crime. A polícia civil abriu um inquérito contra ela, mas acusando a loira de injúria, pois essa disse que a corporação era “comprada”.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.