in

Bolsonaro surpreende e dá ótima notícia para quem gosta de produtos eletrônicos

UOL
Publicidade

O Brasil está passa por uma crise financeira, precisando de estímulos para que a economia do país volte a crescer, e assim volte a gerar empregos para os mais de 13 milhões de brasileiros que estão sofrendo fora do mercado de trabalho.

Publicidade

E, na noite deste domingo, em publicação feita em sua conta no Twitter, o presidente da república, Jair Bolsonaro, fez uma publicação que gerou euforia nos internautas e também em todas as pessoas que gostam eletrônicos.

Publicidade

Segundo o presidente, a possibilidade de redução de impostos em produtos eletrônicos está sendo estudada pela equipe econômica comandada pelo ministro da fazenda, Paulo Guedes. Bolsonaro afirmou que a redução poderá ser de 16% para 4%, o que certamente deixaria produtos do setor muito mais baratos e mais competitivos no mercado, além de estimular a inovação tecnológica do setor.

Governo também estuda liberação do FGTS

O presidente da república juntamente com o ministro da economia estão empenhados em tomar medidas que estimulem o crescimento econômico. E uma das medidas veiculadas é a liberação do FGTS (Fundo de Garantia de Tempo de Serviço) de contas inativas e ativas.

Publicidade

A liberação somente ocorreria no final desse ano, após a aprovação da reforma da previdência, reforma esta que é considerada crucial para a retomada do crescimento econômica e também para a geração de empregos.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Rodrigo Monteiro

Um dos primeiros redatores da plataforma I7 network, já trabalhou em outras plataformas de internet, sempre escrevendo notícias em primeira mão para quem gosta de viver bem informado. Os principais assuntos do mundo esportivo estão aqui, com textos leves e interessantes, Rodrigo Monteiro faz parte do grupo de colunistas do Radar Esportes, um dos maiores e melhores sites esportivos da internet.

Barcelona se adianta ao Real Madrid por novo craque brasileiro

Último vídeo de Rafael Miguel vem à tona e imagens causam comoção