in

Lembra dela? veja como está a garota que foi considerada mais bonita do mundo

Gentside
Publicidade

Você provavelmente se lembra da jovem Thylane Blondeau, que se tornou assunto nas redes sociais há alguns anos. Ela é famosa mundialmente por causa de sua aparência, que chama a atenção de muitos por onde passa. No ano de 2010, a jovem, que tinha apenas 8 anos na época, foi eleita a menina mais bonita do mundo, título que a fez ficar conhecida na mídia e lhe rendeu muitos trabalhos no cenário da moda.

Publicidade

Thylane nasceu em uma cidade chamada Aix-en-Provence, localizada ao sul da França e começou a carreira logo cedo, aos 4 anos de idade. Desde de pequena, ela passou a estar na mira dos holofotes e das câmeras para posar para catálogos e revistar internacionais. Ela é filha de um jogador de futebol e de uma atriz francesa.

Publicidade

Anos se passaram desde que a modelo recebeu o título, mas ela continua linda como sempre. Atualmente com 18 anos, Thylane ainda possui um rosto angelical que conquistou milhões de admiradores ao redor do mundo.

View this post on Instagram

@tezenisofficial 🖤 #tezenisxfestival

A post shared by Thylane ™️ (@thylaneblondeau) on

Ainda adolescente, Thylane criou sua própria marca de vestuário e hoje, além de modelo, é empresária. A jovem também atuou na televisão ao participar do filme Belle & Sebastian: The Adventure Continues, estreado no ano de 2015, aumentando ainda mais a sua fama.

Publicidade
View this post on Instagram

@sandrinegomezphotography 🦋

A post shared by Thylane ™️ (@thylaneblondeau) on

No ano passado Thylane Blodeau foi votada pela TC Candler
como uma das mulheres com o rosto mais bonito do mundo. Atualmente a garota que retém o título de beleza infantil que antes era de Thylane é a russa Anastasia Knyazeva, que tem 8 anos de idade e também está brilhante no ramo de revistas e propagandas.

Publicidade

Leia Também

Lembra da Ágatha de Avenida Brasil? Ela apareceu beijando a namorada na web, confira

Sigilo! Jovem gay tenta marcar encontro em app, mas paquera era o próprio pai