in

Assassino recebe duro castigo após cantora ser abusada e assassinada friamente

Foto/Reprodução: O Bendito

Nesta quinta-feira, 14 de junho, aconteceu o julgamento e condenação envolvendo o abuso e assassinato de uma grande cantora.  O cobrador de ônibus Paulo Cesar Andrade do Nascimento, 35 anos, foi condenado a pena de 38 anos de prisão no regime fechado pela morte da cantora Gisele Luzia Aparecida de Lima, a Gisele Prado, então com 26 anos

O caso teve grande repercussão, já que Gisele começava a fazer sucesso em outras regiões do país. Houve uma grande comoção na época da morte, em 2017. Agora dois anos depois, a justiça decidiu condenar o homem, que até então era apenas acusado pelo crime. Agora ele é considerado culpado pela situação. 

Segundo o advogado do condenado, Hasan Vais Azara, a defesa irá recorrer porque a pena ficou acima do mínimo legal e as circunstâncias de aumento de pena são inerentes ao próprio crime. 

Na época do assassinato, câmeras de segurança mostraram o momento em que Gisele Prado entrava no veículo; ela desapareceu naquele dia e apenas dois dias depois seu corpo foi encontrado, já sem vida, pelas autoridades:

Veja abaixo a foto da cantora que foi assassinada friamente e que apenas agora seu assassino foi condenado:

Os principais telejornais cobriram o caso e deram a notícia do julgamento. A condenação do cobrador também ganhou a primeira página na região. Até a TV Globo fez uma ampla cobertura do caso.

Nas redes sociais, a condenação do assassino de Gisele Prado teve ampla repercussão. Em uma página no Instagram dedicada à estrela, fãs disseram que estavam felizes por não existir impunidade no caso. “Isso não vai te trazer de volta, porém a justiça foi feita”, disse um dos internautas ao comentar a situação. 

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Next post

Luto: morre um dos principais nomes da música brasileira, e fãs prestam últimas homenagens

Em baixa, atacante do Corinthians é oferecido ao Vasco