in

Luiz Bacci é atacado ao vivo pelo filho do assassino de Rafael Miguel

Foto reprodução: Record

Na tarde desta quinta-feira (13), Luiz Bacci, jornalista e apresentador do programa Cidade Alerta, da Record, foi atacado em rede nacional, durante uma transmissão ao vivo. Sendo assim, destaca-se que estava sendo realizada uma cobertura relacionada ao caso que chocou o país nesses últimos dias, o assassinato do jovem ator Rafael Miguel e de seus pais, Alcisio Miguel e Miriam Selma Miguel.

Diante desse contexto, visando maiores informações sobre o caso, uma repórter do programa foi enviada ao local em que reside Maria Quitéria, considerada a suposta esposa do assassino, Paulo Cupertino. Importante ressaltar que a visita não se deu de forma amigável, tendo em vista que a funcionária da Record foi recepcionada de modo extremamente rude por um dos moradores da casa, mais precisamente pelo irmão de Isabela Tibcherani, namorada do jovem morto.

Nesse sentido, válido destacar a afirmação dada pela mulher que seria o susposto par do criminoso, tendo informado que não mantêm nenhum tipo de vínculo com Paulo. Ao proferir esse dizer, um de seus filhos e irmão de Isabela, colocou-se de frente para a câmera e não só agiu em defesa de seu pai, mas também fez um ataque ao jornalista Luiz Bacci e a Record.

Sob a ótica desse acontecimento destaca-se a fala do rapaz: “Seus mercenários! Vocês estão espalhando várias notícias falsas. Meu pai não é traficante, não é assaltante e não é pedófilo como estão falando”. Além disso, o apresentador do Cidade Alerta foi chamado de canalha e a emissora, em um modo geral, definida de modo pejorativo como bando de abutres.

Ademais, merece destaque outro personagem responsável por tecer críticas ao jornalista Luiz Bacci, não mais na transmissão ao vivo, mas em uma entrevista veiculada no próprio Cidade Alerta. O irmão do criminoso, Joel Cupertino, revoltou-se contra o apresentador e disse que este deverá se retratar pelas acusações proferidas durante o programa.

Leia Também

Conheça 10 fatos curiosos sobre o caso envolvendo Neymar e Najila

Lei assegura que empregado que faltar para ir à greve pode ser demitido; entenda