in

Recém-nascida perde a vida por erro comum ao usar faixinha de cabelo, e mãe faz alerta

Divulgação/Bebe Mamãe
Publicidade

O momento de montar o enxoval é sempre especial para as futuras mamães. Escolher as roupinhas que o bebê vai usar é algo que enche as mulheres grávidas de satisfação. No entanto, quem espera uma menininha costuma ficar indecisa na hora de escolher as peças.

Publicidade

O motivo é que o mercado oferece uma infinidade de coisas para o público feminino. As mamães de meninas sempre ficam encantadas com a grande quantidade de acessórios existentes. São diversos itens que fazem parte do enxoval das pequenas. Os lacinhos são encantadores e dificilmente alguma mãe não usa em seu bebê. Principalmente, quando elas nascem com pouco cabelo.

Publicidade

No entanto, apesar de ser um item quase obrigatório no enxoval, muitas mulheres desconhecem o perigo do acessório. Uma mãe resolveu fazer o alerta após sua amiga perder a filha por causa de uma faixa de cabelo.

O caso aconteceu em Glasgow, na Escócia. A postagem da mulher foi feita em sua rede social e acabou viralizando. O post já obteve mais de 80 mil compartilhamentos na internet. De acordo com a publicação feita pela mulher, a amiga teria deixado a bebezinha dormindo com a faixinha na cabeça por aproximadamente meia hora enquanto estava tomando banho.

Publicidade

O acessório acabou descendo e tampou o nariz e a boquinha da criança, o que fez com que a menina sufocasse. O caso serve de alerta aos pais sobre a importância de não deixar que os filhos durmam com esse tipo de item.

“Mamães, por favor fiquem atentas…Estou fazendo este alerta para todas as mães que tem filhas com faixinhas…minha amiga infelizmente perdeu sua filha de 2 meses enquanto ela estava dormindo no berço. Quando ela foi checar a filha, viu que a faixinha tinha descido e estava sobre seu nariz e boca. Ela faleceu. O exame médico feito após sua morte constatou que ela sofreu asfixia causada pela faixinha”, relatou a mulher em sua rede social.

Vale ressaltar que outros objetos como coberta, protetores de berço, travesseiros e até mesmo bichinhos de pelúcia devem ser evitados.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Shyrlene SP

Redatora na web desde 2016, formada em ciências contábeis, apaixonada pela redação desde criança. Escrevo sobre assuntos diversos, mas principalmente sobre o tema maternidade. "Busco levar a vida seguindo o manual do criador, a Bíblia".

São Paulo deve pagar R$ 11,5 milhões em centroavante de gigante sul-americano

Escolha uma dessas cartas e tenha grandes surpresas