in

Polícia Federal revela lista de alvos do ataque hacker que expôs Moro e Dallagnol

O ataque hacker que atingiu o “coração” da Lava Jato pode ser maior do que se imagina. Procuradores, juízes e até jornalista teriam sido vítimas de ataques. A Polícia Federal e o Ministério Público Federal (MPF) acreditam e se baseiam em indícios para afirmar que o ataque foi planejado com detalhes e o seu alcance foi amplo.

Os criminosos teriam feito como alvos integrantes das forças-tarefas da Lava Jato em pelo menos três estados: Rio de Janeiro, Paraná e Distrito Federal. Em São Paulo, delegados federais foram alvo. Magistrados do Rio e do Paraná também tiveram conversas interceptadas.

No domingo (9), o site The Intercept Brasil divulgou mensagens trocadas entre o atual ministro da Justiça, à época juiz federal, Sergio Moro, e o procurador Deltan Dallagnol. A juiza Gabriela Hardt, substituta temporária de Moro na 13ª Vara Federal de Curitiba, está entre as pessoas que sofreram ataques.

O juiz Flávio de Oliveira Lucas; o desembargador Abel Gomes, relator da segunda instância da Lava-Jato no Rio de Janeiro; e até mesmo o ex-procurador-geral da República, Rodrigo Janot, também foram alvos.

A lista foi divulgada pelo O Globo e inclui ainda o repórter da casa, Gabriel Mascarenhas, além de oito procuradores: Marcelo Weitzel, Andrey Borges de Mendonça, Eduardo El Haje, Danilo Dias, Ronaldo Pinheiro de Queiroz, Thaméa Danelon, Paulo Galvão e Januário Paludo.

De acordo com O Globo, outros procuradores também sofreram ataque hacker, mas pediram para que seus nomes não fossem publicados. O The Intercept promete divulgar mais trechos de conversas nos próximos dias.

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Next post

Lésbicas que esquartejaram filho tem brutal espancamento na cadeia refutado

Pepe Moreno morreu? Vídeo divulgado mostra toda a verdade e fãs ficam chocados; assista