Bebê é achado morto ao lado do corpo do pai e causa da morte chocante é revelada

Leia também

Super doador: homem tem 40 vezes mais anticorpos para o novo coronavírus

Ele ficou uma semana internado lutando contra a Covid-19 e agora pode ajudar muita gente.

Quarentena na Globo: demissões, contratações e um novo programa para Fernanda Gentil

Emissora apostou nas contratações dos ex-BBBs Babu Santana e Rafa Kalimann.

Youtuber famosa causa fúria na web ao devolver filho adotado: ‘como se fosse um pet’

Os seguidores acusaram a famosa de ter usado a criança para conseguir vantagens.

Urgente: imunidade ao novo coronavírus pode durar apenas seis meses; aponta estudo

Aparentemente, a única forma do mundo voltar ao normal é conseguindo a imunidade contra a Covid-19.
Diogo Marcondes
Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.
Publicidade

Na domingo (9), uma notícia vinda da cidade de Piranhas, região oeste de Goiás, causou perplexidade e tristeza. Um bebê de 11 anos foi achado morto ao do pai dentro da casa onde moravam.

A Polícia Civil investigou o caso e chegou a conclusão do que ocorreu. As informações foram repassadas à imprensa pelo delegado Ricardo Galvão, na segunda-feira. Os detalhes são chocantes.

Publicidade
Publicidade

O jovem Eliomar Francisco Ribeiro, de 25 anos, teria deixado a criança em casa para ir a uma balada. No local, ele encontrou a ex-namorada acompanhada de seu novo namorado.

Publicidade

A imagem mexeu com a cabeça de Elionar. Ele estava separado da mãe da criança havia dois meses e passava o final de semana com o bebê. “O pai deixou a criança sozinha e foi para uma festa, onde viu a mãe da criança já com outro namorado. Ele voltou choroso para casa e praticou o suicídio”, explicou o delegado.

Publicidade

O responsável pelas investigações ainda explicou que não foi o pai quem matou a criança. “O pai da criança não foi o responsável, ela morreu engasgada, provavelmente com o próprio leite, obviamente por falta do cuidado necessário que uma criança de 11 meses precisa”, explicou Ricardo Galvão.

O delegado explicou também que não é possível saber se a criança morreu depois do pai ter tirado a própria vida ou se quando Eliomar chegou ao local encontrou o filho sem vida e isso teria colaborado ainda mais para que decidisse tirar a própria vida. Testemunhas ainda serão ouvidas. A mãe da criança estaria em estado de choque por causa do ocorrido.