Polícia indicia ex-presidente do Flamengo por incêndio no Ninho do Urubu

Leia também

Lembra do Rodrigo Cowboy? O que a vida fez com ele é de cortar o coração

Rodrigo Cowboy, vencedor do "BBB 2", hoje com 50 anos, relembrou sua participação no reality durante uma live.

Cantora morre após sofrer acidente doméstico: ‘Descanse em paz’

Nas redes sociais amigos, fãs e familiares lamentaram a morte da cantora.

Tuíte antigo de Gui Araujo sobre Anitta mostra que o destino existe

Influencer fez um post carinhoso sobre Anitta há 7 anos que mostrou como o mundo gira.

Rodrigo Faro abre mão de salário para evitar demissão na RecordTV

Há informações de que o apresentador recebe 1 milhão de reais mensais e abriu mão do pagamento por gesto nobre.
Nado News
Sou formado em Sistemas de Informação com pós-graduação em Gerenciamento de Projetos em T.I. Além de atuar como programador há 8 anos, trabalho também como redator há cerca de 3 anos, o que fez despertar uma nova paixão. Tanto que, atualmente, sou graduando em Letras - Português e Inglês. Escrevo sobre tudo o que envolve o mundo do entretenimento, além de falar sobre esportes e as principais notícias do dia a dia. Pode entrar em contato comigo através do e-mail nado_news@hotmail.com .
Publicidade

O Brasil ficou em luto no dia 8 de fevereiro de 2019. Um trágico incêndio tomou conta das dependências do Centro de Treinamento Ninho do Urubu, do Flamengo. O fogo rapidamente dominou todo o local, e 10 jovens atletas perderam a vida precocemente.

Nesta terça-feira (11), a Polícia Civil do Rio de Janeiro indiciou Eduardo Bandeira de Mello, que é ex-presidente do Flamengo, pela morte dos 10 adolescentes que morreram nas dependências do CT do Flamengo.

Publicidade
Publicidade

Além dos 10 jovens que perderam a vida queimados no dia 8 de fevereiro, outros três ficaram feridos e precisaram ser encaminhados para o hospital. Os atletas da categoria de base do Flamengo ficavam alojados no Centro de Treinamentos George Halal, conhecido popularmente como Ninho do Urubu.

Publicidade

Inquérito foi assinado

O delegado Márcio Petra, da 42ª Delegacia de Polícia, do Recreio, assinou um inquérito que faz um pedido para que outras sete pessoas também sejam incluídas na lista dos indiciados por dolo eventual. Os outros nomes envolvidos são de engenheiros do Flamengo, da empresa NHJ que era responsável pelos contêineres, mais um técnico de refrigeração e um monitor do clube.

Publicidade

Posicionamento do Flamengo

Segundo foi apurado pelo portal de notícias G1, ainda não se sabe qual será a posição do Flamengo quando o clube tiver em mãos os relatórios da Polícia Civil.

Eduardo Bandeira foi presidente do Flamengo entre 2013 e 2018. Ele esteve sob o comando do clube na conquista de dois Campeonatos Cariocas e uma Copa do Brasil. Ele está com 66 anos de idade.