in

Neymar tem forte reação após o resultado surpreendente do exame de Najila

Record / UOL / Fernando
Publicidade

Na manhã desta sexta-feira, 7 de junho, o portal de notícias UOL divulgou detalhes do exame de corpo de delito feito por Najila Mendes, modelo que acusa Neymar de abuso. O mesmo portal anunciou que o jogador mudou o número de telefone celular, nos últimos dias, enquanto sue pai o quer menos acessível. O exame foi feito para apurar se existiam qualquer tipo de evidências de que realmente o ato forçado teria ocorrido.  

Publicidade

No entanto, segundo o UOL, médicos não encontraram qualquer tipo de ferimento, machucado ou lesão nas partes íntimas da vítima. O resultado aparece em um momento importante, já que Najila até deu entrevista confirmando novamente que houve mesmo as agressões do atleta e também o estupro.

Publicidade

O único ferimento detectado durante o exame foi em um dedo de Najila. É provável que o ferimento tenha sido feito no durante o trecho de 66 segundos do vídeo gravado no quarto do hotel em Paris, que mostra a modelo trocando agressões com Neymar.

O resultado do exame de corpo de delito não repete o laudo confeccionado por um médico gastrologista de um famoso hospital. Na avaliação, ocorrida em 21 de maio, seis dias depois da data em que a modelo alega ter sido estuprada, foram verificadas lesões nas coxas e nádegas.

Publicidade

O novo advogado de Najila fez com que ela assinasse um documento em que ela volta a dizer que tem um vídeo maior sobre o caso, mas que estaria guardado em um lugar seguro. No documento, que foi levado a um cartório, ela diz ainda que está ciente que falsa comunicação de crime também pode dar prisão.

Najila é esperada nesta sexta-feira, 7 de junho, para prestar depoimento em uma delegacia do estado de São Paulo. Ontem, Neymar foi ouvido no Rio de Janeiro. 

Publicidade

Leia Também

Escrito por Fernando B

As melhores notícias você encontra por aqui. Conheça essas e outras histórias.

Grande cantor brasileiro é investigado por tráfico de drogas e homicídio

Adeus real? Bolsonaro quer mudar a moeda do Brasil e a nova já tem nome