in

Pastores discutem a ‘palavra de Deus’ e briga acaba em morte cruel; levou pedrada e facada

Arquivo pessoal / Paulo Germano
Publicidade

A Bíblia é o livro mais vendido em todo o mundo. No Brasil, ela é usada pelos católicos e evangélicos. Discussões sobre assuntos da Bíblia são normais, pois há alguns pontos no livro que têm interpretações diferentes dependendo da linha teológica que a pessoa segue.

Na manhã desta quarta-feira (29), uma discussão sobre a Bíblia acabou muito mal. Dois pastores discutiram na cidade de Timbaúba, na Zona da Mata de Pernambuco, e o que parecia uma simples discussão terminou em morte. 

Um dos pastores agrediu o outro com facada e pedrada e acabou preso em flagrante por matar o adversário de discussão. A Polícia Civil classificou o caso como “desentendimentos sobre a palavra de Deus”.

Publicidade

Os pastores envolvidos na confusão eram José Carlos da Silva, de 52 anos, e Paulo Germano da Silva, de 58. Durante a confusão, José perdeu o controle e matou Paulo.

Publicidade

Curiosamente, os dois têm nome bíblicos. José era o pai de Jesus. Paulo era um judeu que se converteu ao cristianismo e foi grande propagador do evangelho no início da igreja cristã.

De acordo com a Polícia, José deu facadas em Paulo, que tentou fugir, foi alcançado e atingido com uma pedra. Ele não resistiu aos ferimentos e morreu no local. Os nomes das igrejas que eles pastoreavam não foram informados pelas autoridades.

José Carlos foi enviado ao presídio. Ele responderá por homicídio qualificado. A prisão em flagrante de José Carlos da Silva foi convertida em prisão preventiva, que é a sanção máxima que um suspeito pode ter antes de ir a julgamento.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br