in

Novo ataque à Igreja fez mais dois padres vítimas de criminoso

Fotomontagem: Freepik/Carolina Mello
Publicidade

A igreja cristã, bem como seus fiéis e líderes, tem sido duramente atacados na África. Recentemente, a Igreja de Burkina Faso foi atacada por cerca de 20 a 30 homens durante a missa. Tudo ocorreu domingo (12), onde o padre e cinco fiéis foram mortos a tiros. Os suspeitos colocaram fogo na igreja e no comércio local.

No dia seguinte (13), outro grupo terrorista atacou quatro pessoas na mesma cidade, enquanto voltavam de uma procissão, carregando a imagem de Maria. Todos foram mortos. Apenas quatro dias após o ocorrido (16), dois padres foram atacados em uma casa salesiana, também em Burkina Faso. A Assessoria de Imprensa salesiana relatou o caso e a atitude do suspeito, dizendo: “Ele usou uma faca para executar o crime”.

Um dos sacerdotes atacados se chamava Fernando Hernandez e tinha 60 anos de idade. Infelizmente, faleceu. Ele era missionário salesiano espanhol, e fazia trabalhos de caridade na região. O ataque foi feito por um ex-cozinheiro que trabalhou na instituição por sete anos, mas havia sido demitido há dois meses. 

Publicidade

Durante o crime, o padre Germain Plakoo-Mlapa também sofreu golpes de faca e teve ferimentos graves, mas está vivo e se recuperando. Antes desses ataques, muitos outros ocorreram, deixando as pessoas em pânico. Felizmente, dessa vez o criminoso foi preso.

Publicidade
Publicidade

A região conta com cristãos e muçulmanos que, de forma geral, convivem bem entre si e buscam a paz, apesar da diferença de crenças. Porém, infelizmente, há extremistas que não toleram a situação e vem fazendo ataques à Igreja de Burkina Faso, deixando um rastro de destruição e medo por onde passam.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Carolina Mello

Escrito por Carolina Mello

Amante das artes, leitura e escrita, resolvi fazer de um hobby uma profissão.