in

Grupo terrorista brasileiro ameaça matar Bolsonaro e ministros; PF começa caçada

Veja

Atualmente, o mundo teme atos terroristas, em todos os países, atos covardes praticados por fundamentalistas acabam vitimando milhões de pessoas, seja por intolerância religiosa ou por intolerância política.. E esse temor, agora parece ter se tornado real aqui no nosso território, isso é o que afirma a revista Veja, em uma matéria publicada nesta sexta-feira (17).

As informações fornecidas nesta matéria foram dadas pela divisão antiterrorismo da Polícia Federal que está tentando descobrir a identidade dos integrantes de um grupo classificado pelas investigações como extremista.

Segundo a PF, o principal objetivo do grupo, é concluir o que Adélio Bispo não conseguiu fazer no atentado ocorrido em Juiz de Fora, no ano passado, matar o presidente da república, Jair Messias Bolsonaro.

O movimento que se autointitula“ecoterrorista” e “anticristão”, teria outros alvos, os ministros de Bolsonaro, o alvo principal do momento, seria o Ricardo Salles, comandante da pasta do Meio Ambiente.

Nomeado como “Sociedade Secreta Silvestre”, o grupo terrorista posta ameaças em um site e já tentou promover um atentado na posse de Jair Bolsonaro realizada no início do ano, no entanto, a tentativa foi frustrada pela Polícia Federal que conseguiu desarmar uma bomba que teria sido colocada em uma igreja que ficava situada a apenas 50 quilômetros do Palácio do Planalto, em Brasília.

Recentemente, o grupo também assumiu a incineração de dois carros que estavam estacionados em frente a uma das sedes do Ibama, em Brasília, no local, também foram encontrados fragmentos de bomba caseira, que foram desativadas pela PF.

Leia Também

Escrito por Rodrigo Monteiro

Compromisso com a verdade esse é meu lema. "A democracia em uma sociedade livre exige que os governados saibam o que fazem os governantes, mesmo quando estes buscam agir protegidos pelas sombras". Sérgio Moro.

Next post

Imagem de Jesus no céu da Argentina deixa população impressionada e intriga especialistas

‘Quero dar meu menino de 2 anos para adoção’, desabafa pai solteiro