in

Taís Araújo desiste de viver cientista negra por causa da cor e é detonada: ‘racismo’

Reprodução / TV Globo / Instagram Taís Araújo
Publicidade

A atriz Taís Araújo é considerada uma das mais talentosas de sua geração. Recentemente, ela foi cotada para interpretar a cientista brasileira Joana D’Arc Félix nos cinemas.

Depois do anúncio da escolha pela esposa de Lázaro Ramos, ela foi criticada nas redes sociais. Para muitos internautas, Taís era “clara demais” para viver Joana D’Arc.

As críticas foram ouvidas e sentidas por Taís Araújo e ocasionou um debate sobre cor de pele. Taís afirmou que não era a pessoa mais adequada para o papel ao assimilar as críticas e desistir da interpretação. Ela falou também que seus críticos estavam corretos.

Publicidade

Ela disse ainda que não precisava fazer Joana D’Arc e que já faz muita coisa – ela atua na TV, no cinema e também apresenta programas. Taís não deixará o projeto e pode atuar em outro papel dentro do longa-metragem. Ela diz que uma outra atriz, com cor mais adequada, pode viver Joana D’Arc. “Essa atriz existe e não sou eu”, disse ela.

Taís ainda explicou que essa atriz de tom de pele mais escuro que o dela já deve estar cansada de ouvir não pode fazer um ou outro papel porque não é o adequado para ela. A desistência da atriz fez com que ela recebesse diversas críticas.

O vereador Fernando Holiday (DEM-SP) foi um dos críticos. “Já eu considero ignorância ser escolhido para um trabalho por meio de uma paleta de cores. Eis o racismo lacrador”, escreveu. Muitos anônimos também criticaram Taís. “Essa atitude da Taís Araújo cheira à segregação. Quase um racismo. Um bem leve”, escreveu um internauta.

Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br