in

‘Socorro, meu Deus!’: marinheiro revela o que viu no dia da morte de Carol Bittencourt

Fotomontagem: Instagram Carol / TV Globo/ Diogo Marcondes
Publicidade

A morte da modelo Carol Bittencourt segue sendo investigada e uma das pessoas convocadas pela polícia para depor foi o marinheiro Roberto Tenório, de 46 anos. Na noite deste domingo (5), Tenório deu entrevista ao Fantástico, da Rede Globo.

Tenório começa a entrevista dizendo que tem 30 anos de mar e que ficou surpreso com tudo o que aconteceu no litoral norte. Os ventos passaram dos 100 km/h e as ondas chegaram a nove metros de altura.

O marinheiro foi o responsável por resgatar Jorge Sestini da água. O marido de Carol ficou à deriva durante três horas, após o vento e as fortes ondas atingirem a embarcação onde ele estava.

Publicidade

“Sem uma lanterna eu não enxergaria o Jorge. Ele deu dois gritos: ‘socorro, socorro’. O segundo grito era ‘socorro, meu Deus’. Ele contou que o vento tirou a esposa dele do barco. Aí ele caiu pra socorrer. Ele falou pra mim que viu ela afundar pela segunda vez”, contou Tenório.

Publicidade

O marinheiro revelou ainda que ficou feliz por ter salvo o empresário, mas triste por não ter socorrido Carol. Ele se emociona no final da reportagem e fica com a voz embargada.

Nesta segunda-feira (6), foi realizada a missa de sétimo dia pela morte de Carol. Familiares e amigos famosos marcaram presença no local e a emoção tomou conta de todos. Isabelle Bittencourt, filha de Carol, era uma das mais emocionadas na igreja.

A polícia deve ouvir nesta semana o marinheiro e o marido de Carol. Laudo oficial do IML com a causa da morte da modelo deve ser divulgado nos próximos dias e também ajudará nas investigações.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br