in

‘Socorro, meu Deus!’: marinheiro revela o que viu no dia da morte de Carol Bittencourt

Fotomontagem: Instagram Carol / TV Globo/ Diogo Marcondes
Publicidade

A morte da modelo Carol Bittencourt segue sendo investigada e uma das pessoas convocadas pela polícia para depor foi o marinheiro Roberto Tenório, de 46 anos. Na noite deste domingo (5), Tenório deu entrevista ao Fantástico, da Rede Globo.

Publicidade

Tenório começa a entrevista dizendo que tem 30 anos de mar e que ficou surpreso com tudo o que aconteceu no litoral norte. Os ventos passaram dos 100 km/h e as ondas chegaram a nove metros de altura.

Publicidade

O marinheiro foi o responsável por resgatar Jorge Sestini da água. O marido de Carol ficou à deriva durante três horas, após o vento e as fortes ondas atingirem a embarcação onde ele estava.

“Sem uma lanterna eu não enxergaria o Jorge. Ele deu dois gritos: ‘socorro, socorro’. O segundo grito era ‘socorro, meu Deus’. Ele contou que o vento tirou a esposa dele do barco. Aí ele caiu pra socorrer. Ele falou pra mim que viu ela afundar pela segunda vez”, contou Tenório.

Publicidade

O marinheiro revelou ainda que ficou feliz por ter salvo o empresário, mas triste por não ter socorrido Carol. Ele se emociona no final da reportagem e fica com a voz embargada.

Nesta segunda-feira (6), foi realizada a missa de sétimo dia pela morte de Carol. Familiares e amigos famosos marcaram presença no local e a emoção tomou conta de todos. Isabelle Bittencourt, filha de Carol, era uma das mais emocionadas na igreja.

A polícia deve ouvir nesta semana o marinheiro e o marido de Carol. Laudo oficial do IML com a causa da morte da modelo deve ser divulgado nos próximos dias e também ajudará nas investigações.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator do i7 Network.

Tragédia! Queda de avião mata os 14 ocupantes e imagens deixam todos chocados

Comediante famoso morre aos 79 anos em Porto Alegre e filho desabafa: ‘Perdi meu exemplo’