in

Chegada de ciclone mortal faz com que mais de 800 mil pessoas tenham que sair de casa

Pixabay
Publicidade

Fani, um ciclone classificado como extremamente severo e com alto grau de destruição, se aproxima do leste da Índia, no continente asiático, e deve tocar o solo nesta sexta-feira (3).

Por conta da grave ameaça, cerca de 800 mil pessoas que vivem nas regiões litorâneas tiveram que ser evacuadas. Militares e socorristas locais fazem um intenso trabalho neste sentido, a fim de se evitar que uma tragédia maior aconteça.

Vale lembrar que a Índia é o segundo país mais populoso do mundo, com cerca de 1 bilhão e 340 milhões de habitantes. Por conta desse grande número, todo esforço humanitário de prevenção de tragédias naturais requer um ágil e delicado trabalho.

Publicidade

Alertas meteorológicos foram emitidos para os moradores e pescadores, informando à população o risco que o evento pode causar, com um grave potencial de destruição.

Publicidade
Publicidade

A região que compreende a costa indiana é muito propensa a receber eventos desta natureza. Em outubro do ano passado, um outro ciclone também classificado como muito severo, chamado Titli, assolou a região do estado de Odisha, causando uma grande tragédia com a morte de 60 pessoas.

O comissário local de serviços de resgate informou que esse ciclone deverá ser mais forte do que o Titli. A preocupação maior é por conta dos deslizamentos de terra, decorrentes deste tipo de acontecimento natural.

Espera-se que o ciclone Fani atinja ventos de até 200 km/h, afetando vários estados periféricos da região litorânea a leste do país. As autoridades fazem os trabalhos de acompanhamento dos radares meteorológicos, juntamente com os socorros em terra.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Henrique

Escrito por Henrique

Henrique Furtado é um redator que gosta de ocupar o seu tempo livre lendo notícias, e noticiando aquilo que acha mais interessante.