in

Lula zomba de erro de português do Sérgio Moro: ‘É uma vergonha’

Reprodução: Folha de S.Paulo
Publicidade

O ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, foi liberado pela Justiça para conceder entrevistas à imprensa. O primeiro a conseguir foi o jornal Folha de São Paulo, que já havia sondado uma possibilidade, porém havia acontecido o impedimento.

Publicidade

Lula falou sobre diversos assuntos durante a sua entrevista, em que vestia um terno e citava a ‘injustiça’ em sua prisão. No entanto, uma questão acabou causando muita polêmica após Lula a responder.

Publicidade

Os opositores do PT (Partido dos Trabalhadores) sempre fizeram muitas piadas sobre o português do ex-presidente nordestino. Contudo, recentemente, o ministro da Justiça, Sérgio Moro, o qual Lula culpa por ter cometido ‘injustiça’, cometeu um erro de português.

Durante a discussão sobre o pacote anticrime, Moro disse ‘conge’ algumas vezes. Na verdade, o ministro tinha a intenção de dizer cônjuge e posteriormente explicou que o erro se deu por conta do desgaste de tantas horas na comissão.

Publicidade

Lula falou sobre o ocorrido e lembrou que era muito criticado por falar “menas laranjas“, mas que agora o ministro e ex-juiz errou a palavra cônjuge, que segundo o ex-presidente tem tantas vezes no Código Penal.

Lula firmou que ”é uma vergonha” tal erro do ministro da Justiça. Depois, o ex-presidente seguiu falando sobre Bolsonaro e o ministro. Segundo o petista, Moro não sobreviverá na política e Bolsonaro dizer que não gosta de política é uma hipocrisia, uma vez que ficou 27 anos como deputado e formou um filho vereador, outro deputado federal e outro senador.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Bruno Avila

Escritor de futebol e política desde 2016, quando comecei o trabalho na Blasting News. Hoje migrei ao 1News e sou um dos escritores mais lidos do site.