in

Grêmio faz proposta e Renato Portaluppi bate o martelo sobre chegada de Gil

UOL Esporte
Publicidade

Nesta sexta-feira (26), o técnico do Grêmio Renato Portaluppi confirmou o interesse do time gaúcho no zagueiro Gil, do Shandong Luneng, da China.

Publicidade

O trinador confirmou que as tratativas para a aquisição do craque foram abertas. O portal UOL Esporte apurou, que o Tricolor Gaúcho está negociando com o stafe do atleta para ajustar as questões salarias e confirmar sua vinda ao Brasil.

Publicidade

Renato Portaluppi confirmou que pretende contar com o craque no elenco do Grêmio: “Se ele vai vir, a gente não sabe, mas eu pretendo contar com este jogador. O Grêmio tem interesse no Gil há muito tempo, é um zagueiro de muita qualidade”.

Aos 31 anos, Gil era um dos colegas de elenco de Diego Tardelli no time chinês. A amizade dos dois, inclusive, ficou evidente durante uma troca de mensagens no Instagram. Na ocasião, Tardelli pediu ao craque que venha logo para o Tricolor Gaúcho, pois ele está esperando.

Publicidade

No Brasil, Gil foi um dos destaques do Corinthians, mas também teve importantes passagens por Cruzeiro, Americano e Atlético-GO. Sua carreira também conta com passagens pelo Valenciennes, da França e convocações para a seleção brasileira.

A necessidade do Grêmio em partir atrás de novos reforços para a posição de zagueiro, se tornou precisa depois que Paulo Miranda e Marcelo Oliveira foram lesionados. Com isso, os titulares Walter Kannemann e Pedro Geromel só podem contar com Rodrigues para substituí-los caso seja necessário.

O próximo confronto do Tricolor Gaúcho está previsto para o próximo domingo (28). O time entra em campo contra o Santos pelo Campeonato Brasileiro.

Publicidade

Leia Também

Escrito por Rômulo NC

Ator, youtuber e redator, Rômulo N.C é formado pela casa de artes cênicas Recriarte e sempre atuou como escritor de diversos sites.

Imagem que mostra dutos de leite materno no seio da mulher viraliza e choca internautas

Flamengo e Cruzeiro têm interesse em contratar jogador do Corinthians