in

Bolsonaro nomeia mais um ministro para o governo

Foto: Mandel Ngan / AFP / CP
Publicidade

O presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, já havia nomeado todos os ministros para o governo, tanto que em 100 dias no comando do executivo brasileiro já demitiu dois e nomeou outros dois.

Entretanto, o Tribunal Superior Eleitoral (TSE) ainda não havia tido um veredito do presidente da República. Isso porque o tribunal precisa de uma nomeação, pois o ministro Admar Gonzaga tem seu mandato com término no sábado e já admitiu que não continuará no cargo.

O presidente Jair Bolsonaro analisou e tomou a decisão de nomear o ministro Sérgio Silveira Banhos como o ministro titular do TSE, uma vez que o mesmo já vinha atuando como ministro substituto após o conhecimento sobre Gonzaga não querer mais permanecer na Corte.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Vale ressaltar que o TSE é composto por sete ministros, sendo que três são integrantes do STF (Supremo Tribunal Federal), dois pertencem ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) e outros dois são advogados indicados pelo atual presidente da República. No entanto, Bolsonaro teve oportunidade nomear um.

O presidente da República vem atuando pela aprovação da Reforma da Previdência, mas antes teve que dar uma atenção especial ao TSE, que em um momento foi um tribunal muito criticado por ele.

O TSE é o tribunal que legisla toda a legalidade das eleições presidenciais ou municipais. Um exemplo recente de uma intervenção do TSE foi quando o tribunal impediu que o ex-presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva se candidatasse a presidente novamente nas eleições de 2018.

Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]