in

Ministro de Bolsonaro tem caso de corrupção denunciado e pode ser demitido

Reprodução: G1 - Globo
Publicidade

Alguns líderes do PSL tem sofrido acusações no caso que envolve as ‘candidatas laranjas’. O partido contou com algumas candidatas que serviram somente para captarem os seus respectivos fundos eleitorais para a campanha e utilizarem bem menos do captado.

A candidata Zuleide Silva confirmou ao Ministério Público Federal (MPF) que foi uma das laranjas e que quem a convidou para o esquema de corrupção foi o atual ministro do Turismo, Marcelo Álvaro Antônio.

O ministro, no entanto, nega estes tipos de acusações. Zuleide ainda entregou comprovações sobre o ato e já tinha sido ouvida pela Polícia Federal (PF) no dia 19 de março.

Publicidade

A candidata laranja confirmou que a proposta era que ela receberia R$ 60 mil do fundo partidário, mas faria a campanha somente com R$ 15 mil. O ministro acusou a candidata de ‘mentir descaradamente’ e ainda continua no governo.

Publicidade

Apesar de estar ainda no Governo Bolsonaro, o presidente da República é extremamente pressionado a demití-lo. Aliados do governo já se desentenderam com Marcelo e pediram a sua demissão.

A primeira a pedir foi a deputada estadual Janaína Paschoal, que foi a responsável pelo pedido de impeachment da ex-presidente Dilma Rousseff, quando ainda advogada, e hoje se tornou super popular.

O segundo que pressionou o presidente foi o deputado federal Kim Kataguiri, que é líder do Movimento Brasil Livre (MBL), e acredita que Marcelo seja responsável por este caso de corrupção que aconteceu dentro do partido de Jair Messias Bolsonaro. Após a confirmação por parte da candidata, apoiadores do presidente aguardam um parecer.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: brunoavilaprof@outlook.com