in

Palmeiras pode pagar R$ 57 milhões por novo atacante e torcedores vão a loucura

ISTOÉ
Publicidade

A temporada está prestes a começar de fato para o time do Palmeiras. Agora, o Verdão terá pela frente as fases mais difíceis da Copa Libertadores da América, sem contar com o início do Campeonato Brasileiro e a entrada do clube Alviverde nas oitavas de final da Copa do Brasil.

Apesar de ter mantido o mesmo elenco que foi Campeão Brasileiro em 2018, o Palmeiras não apresenta o mesmo futebol da temporada passada. Esse problema assombra os dirigentes do Verdão, que não descarta a busca de reforços para o segundo semestre de 2019.

O Verdão está ciente que encontrar atacantes de velocidade, e com uma qualidade técnica o suficiente para decidir partidas, não é uma tarefa fácil. Mesmo depois de muitos investimentos nessa temporada, o Palmeiras irá ao mercado em busca deste atleta.

Publicidade
Publicidade
Publicidade

Atualmente, um dos atacantes mais atrativos para o clube Alviverde é o Keno, que defende as cores do Pyramids FC, desde que saiu do Verdão em julho de 2018. A pedida do clube egípcio, está no valor de 13 milhões de euros.

Diversos torcedores do Palmeiras deram suas opiniões nas redes sociais sobre uma possível volta do atacante ao clube Alviverde. Confira algumas declarações de torcedores no Twitter:

Eu tenho a fortíssima convicção de que se o Keno ainda estivesse no Palmeiras naquele 31 de outubro de 2018, passaríamos fácil do Boca Juniors e chegaríamos a final”, disse um internauta.

O Keno é inviável demais, o ministro dos esportes no Egito é dono do Pyramids e quer algo em torno de 60 milhões reais para levar, Palmeiras tá em conversa mais não vão fazer loucuras”, falou outro torcedor.

Essa vinda inexplicável do Carlos Eduardo pra mim ainda tem alguma coisa haver com a possibilidade da vinda do Keno no meio do ano”, opinou um terceiro internauta.

Publicidade
Publicidade
Bruno Avila

Escrito por Bruno Avila

Redator de futebol, política e famosos desde 2016. Hoje um dos redatores mais lidos do 1News Brasil. Fique à vontade para falar comigo: [email protected]