in

Cão leva pauladas, tem órgão cortado, leva tiro, mas final da história surpreende

Reprodução / arquivo pessoal
Publicidade

A violência é um mal que assola o Brasil. Os animais, seres tão indefesos, sofrem bastante com a onda violenta e maldosa que ocorro no país. Nesta terça-feira (16), foi divulgada pela imprensa a agressão sofrida por um cachorro na cidade de Nova Hertz, região do Vale dos Sinos, distante 90 quilômetros de Porto Alegre.

Um cachorro que vive na rua sob o cuidado de vizinhos foi agredido a pauladas, teve o órgão genital cortado e ainda levou um tiro na cabeça. O caso ocorreu no sábado (13) e viralizou três dias depois, com grande repercussão nas redes sociais.

O cão vira-lata e chamado de Sorriso no bairro onde vive. Após toda a agressão sofrida, o animal foi encaminhado para uma clínica veterinária e está internado em observação. Sim, apesar da brutalidade sofrida o cãozinho sobreviveu aos ataques.

Publicidade

Segundo o UOL, uma protetora de animais da cidade contou que o animal sofreu lesão peniana, múltiplas lesões na cabeça e traumatismo craniano.

Publicidade

O estado de saúde do cãozinho é estável. Assim que tiver alta, ele será encaminhado para adoção. Dois homens são suspeitos de terem praticado o crime, de acordo com informações da Polícia Civil. O delegado Fernando Pires Branco afirmou que os homens compareceram à delegacia acompanhados de advogados, foram ouvidos e negaram a autoria do crime.

O delegado explicou ainda que por ser um crime com menor potencial ofensivo não cabe prisão. “Irão responder termo circunstanciado por crueldade contra animais”, explicou. De acordo com testemunhas, um dos suspeitos trabalha em um supermercado do bairro. Ele teria sido afastado de suas funções.

Publicidade

Inscreva-se em nosso canal no YouTube e fique por dentro de tudo o que acontece. CLIQUE AQUI

Publicidade
Diogo Marcondes

Escrito por Diogo Marcondes

Jornalista formado desde 2015. Jornalista por vocação desde que nasceu. Redator da i7 Network desde 2015.
Fale comigo: diogojornalismo@yahoo.com.br